Novidades apetitosas da Topseller – Presentes ideais para o Natal

Rendida a Nos.jpg

​Depois da publicação Escondida em Ti e Perdida em Mim, a Topseller traz um novo e escaldante capítulo da história de Sara e Chris.

«Lisa Renee Jones tem o dom de criar homens poderosos e mulheres determinadas a viver a vida à sua maneira.» — RT Reviews

Sinopse:

Será a vida capaz de extinguir a mais luminosa das paixões?

Chris e Sara já se conhecem. Já passaram por muita coisa juntos. A sua relação já teve tantos altos e baixos que quase foi destruída, mas encontraram sempre maneira de acabar nos braços um do outro.

Ainda assim, há muitos segredos no passado de Chris que estão por revelar. Qual será o significado da sua tatuagem? Porque é que Chris fala com tanta melancolia da pessoa que a fez?

Determinada a finalmente entender até os lados mais negros da personalidade do homem que ama, Sara decide apanhar o avião com ele para Paris. Deixa para trás toda a sua vida, tudo o que ainda era unicamente seu, e prepara-se para construir algo partilhado. Mas será que Chris está a ser inteiramente sincero?

Quanto mais Sara descobre sobre Chris, mais se apercebe do que ele ainda esconde.

Sensual, intenso e de leitura viciante, este novo livro de Lisa Renee Jones apresenta-nos uma história de amor tão delicada quanto escaldante, que irá fazer as delícias das fãs de J. Kenner, Maya Banks, Sylvia Day e EL James.

Rendida a Nós é uma edição Topseller ( 272 pp.| 16,59€ ) e os primeiros capítulos estão disponíveis para leitura imediata aqui.

O Silencio das Filhas.jpg

Cru, destemido e negro, este romance é uma distopia de leitura compulsiva. Numa ilha isolada, as mulheres e as suas filhas têm a vida totalmente controlada pelos patriarcas. Mas será isso inevitável?

Não desobedecereis aos vossos pais.

Não entrareis em casa de outro homem sem serdes convidados.

Não tereis mais de dois filhos.

Não tocareis numa filha que sangrou até que esta entre no seu verão de fruição.

Não permitireis que as vossas mulheres se percam em pensamentos, atos ou em corpo.

Não permitireis que as mulheres que não sejam irmãs, filhas ou mães se reúnam sem um homem para orientá-las.

Não matareis.

«Uma obra que partilha o mesmo ADN de Nunca me Deixes, de Kazuo Ishiguro, e de The Handmaid’s Tale, de Margaret Atwood.» — New York Times Book Review

«Uma estreia assustadora e confiante… Uma distopia provocante e de leitura compulsiva sobre um patriarcado fora do controlo — o ideal para o aguentar até à próxima temporada de The Handmaid’s Tale.» ― People

Sinopse:

Basta uma pergunta inocente.

E nada será igual para estas raparigas.

Vanessa, Amanda, Caitlin e Janey vivem numa ilha. Não sabem em que região do mundo nem em que ano estão, mas aprenderam que a vida lá é uma bênção comparada à das temidas Terras Devastadas — onde reina a doença e a podridão. Aquele era um lugar tão negro que os seus dez antepassados decidiram debandar e fundar uma nova sociedade com novas regras.

Neste mundo, as mulheres e as suas filhas levam uma vida austera e controlada pelos patriarcas. O destino não lhes pertence. Apenas no verão, e enquanto crianças, é que elas são livres. Assim que a puberdade desperta, tornam-se esposas em treino nas mãos dos pais, dos maridos e dos seus governantes. Logo que deixam de ser úteis, são imediatamente descartadas, segundo os rituais da ilha.

Todas as mulheres cumprem as regras. Até que um dia, a pequena Caitlin assiste a algo tão chocante que não consegue guardar silêncio sobre o que sente. Ela conta às outras. A palavra espalha-se. A redoma quebra-se. E então, uma pergunta paira-lhes na cabeça: será o destino delas assim tão inevitável?

Crua, destemida e negra. A história de um culto numa ilha isolada, a que nenhum leitor ficará indiferente.

O Silêncio das Filhas é uma edição Topseller (368 pp. | 18,79€) e as primeiras páginas estão disponíveis para leitura imediata aqui.

Continuar a ler

Anúncios

Novo livro de J.K. Rowling publicado a 6 de dezembro

01990101_Uma_Vida_Muito_Boa.jpg

A EDITORIAL PRESENÇA tem o prazer de anunciar que irá publicar a edição portuguesa do livro que contém o discurso proferido por J.K. ROWLING na cerimónia de formatura da Universidade de Harvard em 2008, com o título Uma Vida Muito Boa — Os Benefícios do Fracasso e a Importância da Imaginação. Esta edição inclui as ilustrações originais de
Joel Holland e estará disponível em Portugal no dia 6 de dezembro.

Sobre o livro:
Em 2008, J.K. Rowling proferiu um discurso profundamente marcante na Universidade de Harvard perante uma audiência de jovens recém-formados. Uma Vida Muito Boa, agora publicado pela primeira vez em língua portuguesa, contém palavras sábias de J.K. Rowling, proporcionando orientações a todos os leitores que se encontrem num momento de viragem decisivo das suas vidas, colocando Continuar a ler

Novidades Booksmile – Labybug, Robinson Crusoe e O secreto do Avô

Ladybug.jpg

As fãs da super-heroína mais conhecida do Disney Channel vão adorar estas duas novidades. Um livro de jogos e atividades, com labirintos, sopas de letras, sudokus, diferenças e muito mais. E um diário, onde podem registar as experiências, pensamentos, sentimentos e, claro, os teus segredos.

Miraculous: As Aventuras de Ladybug: Diverte-te com os teus superheróis!

Junta-te aos teus heróis favoritos e embarca no universo Miraculous Ladybug para uma série de desafios estimulantes. A Ladybug e o Gato Noir adoram entrar em ação e salvar a cidade dos maiores vilões de sempre. Mas durante o dia eles são estudantes, como tu, Continuar a ler

Helena Roseta apresenta «Maria da Fonte», o novo livro de Maria João Fialho Gouveia

Convite Maria da Fonte.jpg

Lançamento dia 19 de novembro, às 16h, na Cisterna da Cidadela de Cascais.
Apresenta o livro Helena Roseta.

Dos pais, José Fialho Gouveia e Maria Helena, herdou o dom da palavra e o jeito para a escrita. Sempre a fervilhar
com ideias para livros, Maria João Fialho Gouveia concretizou em 2013 o seu primeiro projeto, colocando todo o seu amor num livro dedicado ao seu pai: Fialho Gouveia: Biografia Sentimental. Ainda em 2013, entregou a sua paixão por História às páginas de D. Francisca de Bragança: A Princesa Boémia, o seu primeiro romance histórico, muito bem recebido pela crítica e leitores amantes do género – já na 3.ª edição. Seguiu-se Continuar a ler

Novidades Topseller – Amor com travo agridoce e A luz sobre as trevas

Amor com Travo Agridoce.jpg

Culinária, romance e alguns segredos são os ingredientes principais desta comédia de Pippa James, bem ao estilo do chick-lit Bridget Jones.

Um conto de fadas com um twist moderno e muito sabor à mistura.

 Sinopse:

Um coração conquista-se com comida deliciosa, uma língua afiada e renda provocante!

A sonhadora Daisy Delaney é especialista em lingerie e tem um dom para a doçaria, mas não percebe como acabou por ficar sozinha e completamente falida. Farta da sua vida desinteressante, decide procurar a sua verdadeira vocação. Continuar a ler

Novidades Topseller

O Setimo Mandamento.jpg

Depois da publicação do sucesso Dominus, Tom Fox oferece uma nova perspetiva sobre o conceito da fé e da natureza dos milagres, que agradará muito aos leitores.

 Sinopse:

Serão todas as profecias verdadeiras?

Durante uma escavação arqueológica realizada no centro de Roma, é encontrada uma antiga tábua de argila com sete profecias inscritas em acádio, uma língua há muito extinta. A primeira profecia previa que aquele que encontrasse a tábua morreria Continuar a ler

NOVO BESTSELLER DA AUTORA DE TUDO, TUDO… E NÓS

60710026_Sol_Tambem_Uma_Estrela.jpg

SINOPSE
NOVO BESTSELLER DA AUTORA DE TUDO, TUDO… E NÓS

A história de uma rapariga, um rapaz e o universo.

Natasha: Sou uma rapariga que acredita na ciência e nos factos. Não acredito no destino. Ou nos sonhos que nunca se concretizam. Não sou de todo aquele tipo de rapariga que encontra um rapaz simpático numa rua nova-iorquina cheia de gente e se apaixona por ele. Não quando a minha família está a doze horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não será a minha história.

Daniel: Sou o bom filho, o bom estudante, correspondendo sempre às elevadas expectativas dos meus pais . Nunca fui o poeta. Continuar a ler