Onde estás, Audrey? – Sophie Kinsella [Opinião]

32500169.jpg

Opinião:

Onde estás, Audrey? foi a minha estreia com a autora Sophie Kinsella. Este era o livro que me chamava mais a atenção e por isso parti para a leitura com algumas expectativas.

Neste livro conhecemos a Audrey, uma jovem de 14 anos, que depois de vários episódios de bulliyng na escola, desenvolve um transtorno de ansiedade social que acabou por se agravar e apresentar também um quadro clínico de agarofobia com depressão. Para quem não sabe, agarofobia é uma doença que impede as pessoas de saírem de casa com medo dos relacionamentos interpessoais ou de estar rodeado de gente, etc.

A Audrey como podem imaginar era uma jovem muito peculiar, nunca saía de casa e usava uns óculos escuros para não manter contacto com ninguém. Tem um irmão mais velho que é viciado em jogos de computador e um irmão mais novo que ainda é um bebé. O pai trabalha, Continuar a ler

Anúncios

Segredos de uma ilha – Revelações – Natacha Silveira & Bruno Silveira [Opinião]

segredos_de_uma_ilha_revelaes_fnl_ebook.jpg

Opinião de Nicolene Baeta:

Segredos de uma ilha – Revelações é o segundo livro da saga Segredos de uma Ilha que continua a história logo depois do baile dado para homenagear os três feiticeiros, Sakura, Sven e Santiago, pela molécula estabilizadora do sangue sintético. Tudo parece estar bem e o segredo dos três feiticeiros ainda continua bem guardado, mas nem tudo é o que parece. Quem está por trás dos ataques ainda não foi descoberto e a Sakura tem muitos desafios e perigos a enfrentar, e existe um traidor mesmo no grupo. Mas sendo agora praticamente uma celebridade no mundo sobrenatural não será nada fácil. Continuar a ler

Segredos de uma Ilha – O início – Natacha Silveira & Bruno Silveira [Opinião]

capa_ebook_50.jpg

Opinião por Nicolene Baeta:

Segredos de uma ilha – O Inicio é um livro do género fantástico sobre o mundo sobrenatural nos tempos de hoje, onde os seres sobrenaturais (feiticeiros, lobisomens, vampiros, demónios, metamorfos) coexistem com os humanos sem estes se aperceberem. A história decorre na Ilha da Madeira sendo a personagem principal uma rapariga chamada Sakura (é narrada na voz dela), uma feiticeira, dona de um clube nocturno famoso e condutora famosa de carros. Ela guarda um segredo que pode colocar em risco a vida dela e da família, um segredo proibido desde sempre na sociedade sobrenatural. Mas uma série de eventos começam a perturbar a existência pacífica da Sakura, despertando cada vez mais a curiosidade do Presidente do Conselho Continuar a ler

A rapariga no gelo – Robert Bryndza [Opinião]

35274024.jpg

Opinião:

A rapariga no gelo é o primeiro livro da série da detective Erika Foster, uma mulher eslovaca que emigrou para Inglaterra ainda muito jovem. Neste primeiro livro, além de conhecermos Erika intimamente, vamos acompanhar juntamente com ela o desvendar do primeiro caso que lhe vai parar às mãos depois de uma interrupção na sua carreira profissional devido a um caso que deu para o torto.

Erika é chamada para investigar o caso de uma jovem que aparece morta num lago gelado. Tudo torna contornos mediáticos quando descobrem que a jovem é filha de uma importante e rica família de nobres ingleses.

Ao avançar com a investigação são inúmeros os percalços que Erika encontra pelo caminho, principalmente por estar ainda frágil e a recuperar de um período traumático na sua vida.  Continuar a ler

A Sereia de Brighton – Dorothy Koomson [Opinião]

41707768

Opinião:

Dorothy Koomson! Uma das minhas autoras de eleição e “A sereia de Brighton” é mais um excelente livro!

Neste livro conhecemos Nell, uma jovem de 15 anos que ao sair de casa com a sua amiga Jude para uma noite de diversão, acabam por encontrar o corpo de uma mulher na praia. A polícia não consegue descobrir a identidade da mulher e passam-na a chamar de sereia de Brighton.

Nell vê a sua vida e a vida da sua família a mudar completamente a partir daquela noite fatídica. Tornam-se ambas suspeitas (a Nell e a Jude) e a vida de Nell passa a girar em torno desta mulher desconhecida que lhe roubou a juventude e praticamente a vida como ela até então a conhecera.  Continuar a ler