Um Casamento Conveniente – Tessa Dare [Opinião]

9789898917263.jpgOpinião:

Genteeee eu sou maluca por esta autora! A sério! Sigo-a desde que começou a ser publicada em Portugal e tenho todos os livros e já estão todos lidos também. Até agora não houve nenhum que me desiludisse e por isso quando eu descobri que este iria ser publicado fiquei logo ansiosa. Primeiro porque era Tessa Dare obviamente e depois porque os personagens não eram os “personagens habituais”. Mas já lá vamos! Primeiro deixem-me fazer uma pequena introdução ao livro.

Neste “casamento inconveniente” conhecemos o Duque de Ashbury que depois de ter sido ferido gravemente na guerra, volta a casa completamente desfigurado. Com um casamento já planeado vê o seu futuro ruir quando a noiva que lhe estava predestinada recusa-se a casa com ele. Mas agora precisa de um herdeiro. É um dos homens mais ricos de Inglaterra e se não tiver filhos terá de deixar toda a sua herança a um primo odioso. Mas quem quererá casar com alguém que parece um monstro? Tem metade da cara completamente desfigurada e o lado direito do corpo também… Ash (como os amigos o tratam, ou pelo menos o tratavam) não consegue imaginar ninguém que queria dormir com ele, quanto mais casar e ter relações sexuais. Até ao dia em que Emma chega à sua vida.

Vestida com um vestido branco pavoroso enfrenta o duque, sem mostrar qualquer tipo de temor pelo seu aspecto, exigindo uma dívida que o duque nem fazia ideia que tinha. Completamente aterrorizada entra na sala onde se encontra o duque e explica a sua situação que até é bastante precária na esperança que o duque seja solidário e a ajude…

Mas Ash faz mais que isso…num ímpeto apresenta-lhe uma proposta de casamento…a única contrariedade é que têm de ter relações sexuais juntos às escuras até que Emma engravide e lhe de o herdeiro que ele tanto quer. Em contrapartida Emma nunca mais terá de se preocupar em trabalhar ou passar fome ou até mesmo ter de vir a dormir na rua algum dia.

Em primeiro lugar, isto lido assim parece muito rídiculo não é verdade? Mas a verdade é que naquela altura muitos dos casamentos eram meros negócios, contratos feitos para ganharem algo com o casamento. E é assim que o duque pensa. Mas Emma não, Emma quer amor e companheirismo. Será que conseguirá ganhar isso de Ash? É a partir desta premissa que o leitor continua a ler e vai vendo a evolução da relação de ambos, de como se relacionam e de como a relação e a química entre ambos evolui. Eu adorei este livro. Mesmo muito. Li-o durante o fim-de-semana em apenas umas horas porque simplesmente não o conseguia largar. É muito romântico e ao mesmo tempo muito comovente. A autora explorou o passado triste de ambos os personagens e mostrou como mesmo a tristeza e o infortúnio poderá trazer algo de bom para as nossas vidas.

É um romance de cordel muito amoroso, enternecedor e com algum erotismo à mistura. É um livro que fala também da importância da amizade e em vermos além do que o espelho nos mostra. Adorei!

Podem encontrar este livro em qualquer livraria do país a partir do dia 03 de setembro! Boas leituras!

4,5 estrelas bem gordinhas 🙂

Sinopse:

Da autora romântica bestseller que conquistou as leitoras portuguesas

Vencedora do Prémio RITA para Melhor Romance Histórico

Objetivo número um: ter um herdeiro.

Desde que o Duque de Ashbury regressou da guerra com o rosto desfigurado, a única coisa que o move é deambular pela cidade de Londres durante a noite e assustar todos com quem se cruza. Só que agora tem um problema: precisa de um herdeiro.

Objetivo número dois: casar.
Mas com regras bem definidas.

Quando Emma Gladstone, uma simples costureira, aparece em casa de Ashbury para lhe exigir um pagamento em dívida, este aproveita a ocasião e faz-lhe uma proposta de casamento. Mas impõe certas condições: deverão encontrar-se sempre às escuras, e apenas para conceberem um filho. Assim que Emma engravidar, deverá partir para o campo, e nunca mais se voltarão a ver.

Objetivo número três: não quebrar
nenhuma das regras anteriores.

Ashbury e Emma casam-se. Emma, porém, é uma mulher determinada e também tem as suas próprias regras. E a principal é conhecer o marido. Permitirá Ashbury que Emma o veja realmente? E conseguirá ele impedi-la de se apaixonar?

Anúncios

One thought on “Um Casamento Conveniente – Tessa Dare [Opinião]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s