Balanço de 2017

Em jeito de balanço deste ano que está prestes a terminar vou analisar as leituras e alguns aspectos da minha vida.

O blogue nos últimos sete anos tem sido uma parte muito importante da minha vida. Foi através dele que alcancei coisas que nunca pensei que um dia alcançasse. Já tive um programa na rádio local, já tive uma rubrica no Jornal da Madeira, já tive uma rubrica na RTP Madeira no programa Madeira Viva e já fui a imensas escolas e bibliotecas em toda a região falar com crianças, jovens e os seus professores sobre a leitura.

Se há coisas que eu gosto é de livros e de ler, mas nós crescemos, a vida passa e acabamos por mudar. Este ano  – 2017 – foi um ano muito difícil para mim. Sinto que houve coisas a nível emocional que acabaram por explodir Continuar a ler

Anúncios

O Sol Também é Uma Estrela – Nicola Yoon [Opinião]

60710026_Sol_Tambem_Uma_EstrelaOpinião:

O sol também é uma estrela é o novo livro de Nicola Yoon nas livrarias portuguesas. Depois do sucesso de Tudo, tudo…e nós foram muitos os leitores que ficaram entusiasmados com esta novidade, eu inclusive. Neste livro a autora manteve o registo juvenil mas com alguma profundidade emocional como fez no livro anterior assim como voltou a abordar as relações raciais.

Quando começamos esta nova aventura conhecemos Natasha, uma jovem que por um erro do pai vê-se na iminência de juntamente com a sua família, ser deportada para a Jaimaca, que é de onde é originalmente. É na busca por uma solução que acaba por encontrar Daniel, um jovem, filho de pais asiáticos, que sofre uma pressão imensa para estudar medicina quando apenas quer ser escritor. Continuar a ler

O Gigante Secreto do Avô – David Lichtfield [Opinião]

9789897074486.jpg

Opinião:

O Gigante secreto do avô foi dos poucos livros infantis que li este ano e simplesmente adorei.

Em primeiro lugar porque a história tem uma simbologia – o Gigante – muito comovente. Não seremos todos grandes por fora mas pequeninos por dentro, procurando todos a mesma coisa?

Em segundo  lugar: as ilustrações! Que maravilha que ilustrações…são lindas e tão apelativas. As cores utilizadas, os pormenores…tudo! Adorei! Continuar a ler

Mal me quer – M. J. Arlidge [Opinião]

mal me quer

Opinião:

Com Mal me quer chegamos, pelos vistos, ao final da tão espectacular série policial de M. J. Arlidge sobre a fantástica inspectora Helen Grace.

Neste livro voltamos a entrar numa aventura horripilante quando Helen encontra uma uma mulher sozinha, numa estrada com graves ferimentos, praticamente à beira da morte. A partir daí o livro toma um ritmo alucinante para tentar perceber quem causou aquele crime tão horrendo, já que a mulher acaba por falecer.

Outros assassinatos são cometidos e Helen descobre que estão relacionados. Mas como poderão identificar o assassino e acima de tudo…como o vão parar? Continuar a ler

Ninfas, Paixão Mortal – Sari Luhtanen e Miikko Oikkonen [Opinião]

th_72414cb6a57e756d13984d10339137c1_14875076829789896578695NinfasPaixaoMortalcapaembaixa.JPGOpinião por Cristina Gonçalves:

Quando vi este livro e li a descrição dele fiquei bastante curiosa para lê-lo porque nunca tinha lido um livro sobre este tipo de tema e fiquei logo entusiasmada.

Neste livro é retratada a história de Didi, uma rapariga de 17 anos que julgava ser normal mas descobre que não o é quando faz amor pela primeira vez e o namorado morre-lhe nos braços. A partir deste momento ela descobre que para sobreviver tem de fazer amor com homens mas, o problema é que ela não quer que eles morram. Também quer encontrar o seu amor verdadeiro por isso vai embarcar nesta missão que parece ser muito complicada.

Para ser honesta, no início da leitura não estava a gostar muito do livro, o enredo era bom mas achava que não era muito interessante. Não ajudou muito o livro ser escrito Continuar a ler

O Duque Mais Perigoso de Londres – Madeline Hunter [Opinião]

36357849.jpg
Opinião:

Eu conheci os romances de época/históricos pela primeira vez através da Madeline Hunter. Lembro-me que li um e gostei tanto que li todos os outros livros dela publicados em Portugal.

Já esperava por outra série com alguma ansiedade e foi muito bom constatar que a Saída de Emergência decidiu começar a publicar, por isso mesmo foi com entusiasmo que o comecei a ler.

Neste livro conhecemos três duques pecaminosamente atraentes mas é claro que neste livro só aprofunda a história do Duque Stratton e da rebelde Clara Cheswick. Quando o duque conhece Clara sente a força que emana dela e sabe no fundo do seu ser que a única mulher que poderá querer é ela. Mas Clara é rebelde e já decidiu que quer ser independente. Não precisa de homens porque o pai deixou-lhe uma fortuna Continuar a ler

Novidades apetitosas da Topseller – Presentes ideais para o Natal

Rendida a Nos.jpg

​Depois da publicação Escondida em Ti e Perdida em Mim, a Topseller traz um novo e escaldante capítulo da história de Sara e Chris.

«Lisa Renee Jones tem o dom de criar homens poderosos e mulheres determinadas a viver a vida à sua maneira.» — RT Reviews

Sinopse:

Será a vida capaz de extinguir a mais luminosa das paixões?

Chris e Sara já se conhecem. Já passaram por muita coisa juntos. A sua relação já teve tantos altos e baixos que quase foi destruída, mas encontraram sempre maneira de acabar nos braços um do outro.

Ainda assim, há muitos segredos no passado de Chris que estão por revelar. Qual será o significado da sua tatuagem? Porque é que Chris fala com tanta melancolia da pessoa que a fez?

Determinada a finalmente entender até os lados mais negros da personalidade do homem que ama, Sara decide apanhar o avião com ele para Paris. Deixa para trás toda a sua vida, tudo o que ainda era unicamente seu, e prepara-se para construir algo partilhado. Mas será que Chris está a ser inteiramente sincero?

Quanto mais Sara descobre sobre Chris, mais se apercebe do que ele ainda esconde.

Sensual, intenso e de leitura viciante, este novo livro de Lisa Renee Jones apresenta-nos uma história de amor tão delicada quanto escaldante, que irá fazer as delícias das fãs de J. Kenner, Maya Banks, Sylvia Day e EL James.

Rendida a Nós é uma edição Topseller ( 272 pp.| 16,59€ ) e os primeiros capítulos estão disponíveis para leitura imediata aqui.

O Silencio das Filhas.jpg

Cru, destemido e negro, este romance é uma distopia de leitura compulsiva. Numa ilha isolada, as mulheres e as suas filhas têm a vida totalmente controlada pelos patriarcas. Mas será isso inevitável?

Não desobedecereis aos vossos pais.

Não entrareis em casa de outro homem sem serdes convidados.

Não tereis mais de dois filhos.

Não tocareis numa filha que sangrou até que esta entre no seu verão de fruição.

Não permitireis que as vossas mulheres se percam em pensamentos, atos ou em corpo.

Não permitireis que as mulheres que não sejam irmãs, filhas ou mães se reúnam sem um homem para orientá-las.

Não matareis.

«Uma obra que partilha o mesmo ADN de Nunca me Deixes, de Kazuo Ishiguro, e de The Handmaid’s Tale, de Margaret Atwood.» — New York Times Book Review

«Uma estreia assustadora e confiante… Uma distopia provocante e de leitura compulsiva sobre um patriarcado fora do controlo — o ideal para o aguentar até à próxima temporada de The Handmaid’s Tale.» ― People

Sinopse:

Basta uma pergunta inocente.

E nada será igual para estas raparigas.

Vanessa, Amanda, Caitlin e Janey vivem numa ilha. Não sabem em que região do mundo nem em que ano estão, mas aprenderam que a vida lá é uma bênção comparada à das temidas Terras Devastadas — onde reina a doença e a podridão. Aquele era um lugar tão negro que os seus dez antepassados decidiram debandar e fundar uma nova sociedade com novas regras.

Neste mundo, as mulheres e as suas filhas levam uma vida austera e controlada pelos patriarcas. O destino não lhes pertence. Apenas no verão, e enquanto crianças, é que elas são livres. Assim que a puberdade desperta, tornam-se esposas em treino nas mãos dos pais, dos maridos e dos seus governantes. Logo que deixam de ser úteis, são imediatamente descartadas, segundo os rituais da ilha.

Todas as mulheres cumprem as regras. Até que um dia, a pequena Caitlin assiste a algo tão chocante que não consegue guardar silêncio sobre o que sente. Ela conta às outras. A palavra espalha-se. A redoma quebra-se. E então, uma pergunta paira-lhes na cabeça: será o destino delas assim tão inevitável?

Crua, destemida e negra. A história de um culto numa ilha isolada, a que nenhum leitor ficará indiferente.

O Silêncio das Filhas é uma edição Topseller (368 pp. | 18,79€) e as primeiras páginas estão disponíveis para leitura imediata aqui.

Continuar a ler