O Discípulo – Hjorth & Rosenfeldt [Opinião]

18580125

Opinião:

Depois de “Segredos Obscuros”, primeiro livro da série Sebastien Bergman a Suma de Letras traz o segundo volume “O Discípulo” da famosa dupla sueca Hjorth & Rosenfeldt.

Sebastien Bergman é um psicólogo da área criminal, especializado em Serial Killers, que durante vários anos colaborou com a policia sueca, mas depois da mulher e da filha terem morrido num acidente terrível, Sebastien nunca mais foi o mesmo, entregando-se a maus vícios e sendo assim posto de parte pela polícia.

Mas, quando a polícia vê-se em mãos com um caso muito semelhante que tiveram no passado e que foi Bergman que ajudou a resolver, sabem que têm de contar com a sua ajuda para resolver estes crimes e desvendar o assassino. Mas lidar com Bergman não é fácil já que o psicólogo criminal continua intragável e ofensivo como sempre. É desrespeitador e muitas vezes cria conflitos entre a força policial.

Este segundo volume para mim, foi muito superior em relação ao primeiro livro porque, no anterior houve uma espécie de introdução a todos os personagens envolvidos. Aliás, esta é uma das coisas que caracteriza estes autores, já que a caracterização que fazem aos personagens é bastante extensa, criando assim personagens muito credíveis e ao mesmo tempo desenvolvem e criam um trama bastante elaborado em torno dos personagens. Os crimes cometidos são macabros e terríveis, no entanto, as cenas descritas não são tão cruéis, tornando-se assim um policial mais intenso a nível psicológico.

Ao longo do livro os autores foram alternando os capítulos com descrições feitas pelo assassino, o que torna tudo mais arrepiante. A vida pessoal de Bergman continua a ser o ponto principal do livro acabando por ser ele o impulsionador de toda a história. O que mais me impressiona neste livro é que Sebastian Bergman apesar de ser um homem intragável o leitor consegue criar um enorme empatia com este homem porque no fundo o sofrimento dele é palpável. Adorei!

4*

Sinopse:
Numa Estocolmo em chamas, assolada por uma onda de calor, várias mulheres são encontradas brutalmente assassinadas. Os assassinatos têm a marca de Edward Hinde, o assassino em série preso por Bergman há quinze anos, e que continua detido. Sendo um incontestável profiler e perito em Hinde, Sebastian é reintegrado na equipa, e não demora muito a perceber que tem mais ligações com o caso do que pensava. Todas as vítimas estão diretamente ligadas a eles. E a sua filha pode estar em perigo.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s