Novidades Quinta Essência – Outubro 2015

18851494_5QsRc

Dominadas é composto por três deliciosos e escandalosos contos. Cada história é focada na luta de um homem para encontrar o amor da sua vida. Em «Prazeres Roubados», o primeiro conto, Sebastian Blake, conde de Merrick, fugiu há muito das responsabilidades do seu título para se tornar um infame pirata, conhecido como capitão Phoenix. No entanto, começa a questionar as suas escolhas quando conhece a sua mulher: o casamento de ambos foi oficializado por meio de uma procuração e ele deseja não só consumá-lo, como também torná-lo uma união verdadeira.
O segundo conto, «A Aposta de Lucien», apresenta Lucien, um libertino imoral que consegue sempre o quer, menos a intocável e desejada Lady Julienne La Coeur. Quando a jovem se vê dentro do quarto de Lucien, ele trava uma luta interna para afastar os pensamentos sensuais e manter a honra dela, ao mesmo tempo que deseja possuí-la (já que não foi talhado para ser um cavalheiro).
Em «A Duquesa Louca», o último conto do livro, Hugh La Coeur sofre um acidente na estrada e procura refúgio na sinistra mansão da «duquesa louca». Isto seria bastante desagradável não fosse a companhia de Charlotte, uma das empregadas da duquesa. Hugh sabe que ela esconde segredos terríveis, mas a sua companhia na cama durante noites a fio vale todos os perigos.

Nomeado para o prémio de Melhor Novela Romântica os Rita Awards de 2007

Dominadas é um trio de romances sensuais clássicos que liga as histórias de três homens belos e travessos às das jovens cujos corações – e corpos – eles derretem.

«Cem graus mais escaldante do que tudo o que já leu antes.»
Reveal

18851538_tE5u2

O bilionário Nick Ryan não acredita no casamento e considera que o amor eterno é coisa de contos de fadas. As suas ações sempre se regeram pela lógica e pela razão. Como agora precisa de se casar para adquirir o controlo da sua empresa, estabelece um pacto com regras básicas: não se apaixonar, evitar qualquer envolvimento emocional e manter uma relação puramente formal.
Alexa, a melhor amiga da sua irmã, é o tipo de rapariga impulsiva e idealista capaz de lançar um feitiço para conseguir um homem. Mas também faria tudo pelos pais e agora eles precisam de dinheiro para pagar a hipoteca da casa da família.
Assim, ambos chegam a acordo. Não deve ser assim tão difícil cumprir os requisitos de um casamento de conveniência que só tem de durar um ano, certo? Mas uma série de mal-entendidos, o aparecimento de coisas do passado, o destino e paixão vão intervir para desbaratar os planos de Nick e Alexa.

Nº 6 nos Melhores Livros da Amazon de 2012!

Bestseller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal!

O milionário Ryan Nicholas tem se casar para herdar a empresa da família. Assim, ao saber que Alexa, a melhor amiga da irmã, está a atravessar dificuldades financeiras, sugere-lhe ficarem casados durante um ano e em troca ele paga-lhe as dívidas. Mas Alexa já não é a criança detestável que ele conhecia, muito pelo contrário…

«Uma paixão tão explosiva como terno é o amor que nasce; uma bela história de “felizes para sempre” que tem de tudo. Jennifer Probst traz-nos um romance ardente e selvagem que vai direito ao nosso coração»
Maldivian Book Reviewers

«Casamento de Conveniência é uma das histórias mais giras que li nos últimos tempos. É muito divertida e fez-me rir bastante (quando não estava a limpar as lágrimas).»
Fresh Fiction

«Uau, este livro foi tão, tão bom! A relação de Nick e Alexa é tão intensa que não consegui parar a leitura e depois fiquei triste por terminar!»
Book Passion for Life

18851548_R7lrs

«Uma história surpreendente acerca do amor, do trabalho e do sentido da vida.» Company

Quando o seu casamento e a sua empresa familiar naufragam, Polly Waterford deixa Plymouth e encontra refúgio num pequeno porto de uma ilha do sul de Inglaterra. Instala-se num apartamento minúsculo situado por cima de uma padaria abandonada e, para levantar o moral, dedica-se ao seu passatempo preferido: fazer pão. Embora haja na aldeia mais uma mulher irascível que faz pão sem gosto, o aroma delicioso que emana da padaria de Polly logo atrai a curiosidade e simpatia dos habitantes. Aos poucos, com o intercâmbio de serviços e a partilha pequenos prazeres, ela reanima o espírito de entreajuda e partilha na aldeia.
Ao longo de encontros estranhos (um papagaio-do-mar bebé ferido, um apicultor diletante, marinheiros que gostam de comer bem) e de acontecimentos felizes ou trágicos que afetam a comunidade, o que devia ter sido apenas uma «pausa» torna-se o seu objetivo de vida.
Polly revela-se finalmente a si mesma: uma mulher determinada e criativa, pronta a morder a vida como uma sanduíche quente de pão estaladiço.
Um livro que nos faz sentir bem e que, num contexto de crise económica, promove os valores de partilha e apoio mútuo. Um tom carinhoso e engraçado numa história romântica com alguns toques melancólicos que nunca cai no sentimentalismo.

Polly Waterford está a recuperar de um relacionamento tóxico. Incapaz de pagar a prestação do apartamento, tem de se mudar para longe de toda a gente que conhece, e vai parar a uma pequena estância balnear sonolenta, onde vive sozinha por cima de uma padaria abandonada.
Polly começa então a sublimar as frustrações no seu passatempo favorito: fazer pão. O que antes era uma ocupação de fim de semana torna-se de repente muito mais importante, à medida que ela extravasa as suas emoções no amassar e no bater da massa, e o pão se vai tornando cada vez melhor. Com nozes e sementes, azeitonas e chouriço, com mel da região (cortesia do belo apicultor, Huckle), e com reservas de determinação e criatividade que Polly nunca julgou ter, ela coze e coze e coze… E as pessoas começam a ouvir falar disso. Às vezes, o pão é realmente a vida… E Polly está prestes a reclamar a sua.

«Com um ritmo enérgico, é um livro divertido, comovente e carregado de boas observações.»
Daily Mail

«Mais doce que um pacote de rebuçados… devorámos cada página com sofreguidão »
Cosmopolitan

«Uma história de amor inteligente e espirituosa.»
Observer

«Otimista e enternecedor»
Sunday Mirror

«Ler um romance de Colgan é como ouvir a sua melhor amiga, já inspirada por um copo de vinho, contar as últimas novidades. Divertido, dramático e frequentemente hilariante.»
Daily Record

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s