Uma mulher de sonho – Um conto de Vítor Frazão [Opinião]

km

Uma mulher de sonho é um conto erótico. Um conto que se não estivesse tão bem escrito poderia ser vulgar, muito vulgar. No entanto, não é esse o caso. O conto além de erótico tem algo de místico que eu não quero dizer o que é, porque iria perder metade da piada.

O ponto forte deste conto é sem dúvida a surpresa do início que acalenta o leitor para ler até ao fim de forma a descobrir o que irá acontecer. É um conto diferente já que além de erótico é também do género fantástico. Se calhar para quem lê muita coisa neste género, o conto não seja muito surpreendente, mas para mim é, já que não leio muito deste tipo.

Tenho de fazer uma pequena chamada de atenção (eu também, por vezes, cometo o mesmo erro) para os erros ortográficos ou então para a falta de palavras, encontrei alguns.

Adorei!

Podem ler aqui: http://nanoezine.wordpress.com/2013/02/27/nanozine-8/

A sombra de um passado – Carina Rosa [Opinião]

image

Opinião:

Carina Rosa é uma jovem autora e este é o seu terceiro livro, agora publicado em formato ebook pela Coolbooks – Porto Editora. Parabéns mais uma vez por mais esta edição e principalmente por finalmente ter sido vista por uma editora “grande”.

O meu livro favorito foi “As gotas de um beijo” mas este não ficou atrás. É mais uma história muito apaixonante, mesmo ao estilo da autora. Clara, Hugo e Santiago são personagens apaixonantes que eu adorei conhecer. Adorei a Clara porque é uma lutadora, Santiago porque é um amor de pessoa e Hugo porque no fundo apenas quer ser amado.

Para mim, o ponto forte deste livro reside nestes personagens que têm personalidades tão peculiares. São eles que cativam e fazem com que o leitor se afeiçoe a eles, querendo sempre saber mais e mais. E uma das melhores coisas é pensar que são tão credíveis e que podiam ser um vizinho ou amigo nosso. Houve momentos que quis que Santiago fosse mais teimoso e não fosse tão “bonzinho” com Clara, mas por outro lado compreendi a atitude dele, porque ele era assim e era assim que se devia comportar dado à sua personalidade.

Outro ponto forte para mim (não apenas no livro da Carina Rosa) são as analepses, fazem com que o leitor os conheça melhor e crie mais carinho e mais curiosidade. É notória a evolução da escrita da autora e não tenho dúvidas que será cada vez melhor e que dentro em pouco tempo será bastante reconhecida pelos leitores portugueses.

Este é um livro sobre paixão, amor, adolescência, compreensão, perda e recuperação! Um livro que eu recomendo sem reservas, não se irão arrepender.

3,5*

Sinopse:
Conseguirá o verdadeiro amor apagar uma grande paixão?

Clara e Santiago vivem um casamento feliz e juntos planeiam construir um palácio de sonho para viverem com a filha. Mas quando, numa concentração de motas, Clara reencontra o homem que quase destruiu a sua vida, o passado mistura-se com o presente e a sua felicidade ao lado de Santiago é ameaçada. Hugo regressa após dez anos na prisão e Clara sabe que ele quererá vingança por ter sido abandonado e por tudo o que ela construiu na sua ausência. As inseguranças da menina inocente que foi um dia regressam e, com elas, a culpa e o sentimento doentio que nutriu em tempos por Hugo.

A sombra de um passado é uma história de amor, de sonhos e de perdas que nos leva ao mundo do crime, das drogas e da discriminação racial. Um tributo à família, aos que amam e sabem amar-se e à felicidade nas pequenas coisas.

Nascente: Um convite e um livro exclusivo para mulheres

Convite Guia de Remédios Naturais para Mulheres

A preocupação das mulheres pelo seu bem-estar leva-as a procurar ferramentas de desenvolvimento pessoal e formas mais naturais de se cuidarem. Os remédios naturais são uma excelente opção sempre que precisar de recorrer a ajuda externa, pois contribuem para reduzir a intensidade e frequência dos problemas de saúde, aliviar o desconforto e prevenir complicações futuras.

Sofia Loureiro, licenciada em biotecnologia, doutorada em química do ambiente e terapeuta natural, elaborou um Guia de Remédios Naturais para Mulheres (Nascente I 448 pp I 19,99€), pleno de recomendações e informação útil, que vai ajudar as mulheres a cuidarem melhor de si. O livro estará à venda a partir de dia 2 de fevereiro.

Com mais de meia centena de queixas de saúde comuns (exemplo: dor na mama, celulite, estrias, infeção vaginal, menstruação, prisão de ventre, etc), e recomendações detalhadas sobre como utilizar um vasto leque de terapias naturais para cada uma delas – Herbalismo, Aromaterapia, Florais de Bach, Hidroterapia e Geoterapia, Homeopatia e Sais de Schüssler, Remédios Caseiros, Reflexologia Podal – este guia inclui também uma secção sobre como implementar um estilo de vida saudável e outros temas importantes para o bem-estar físico, mental e emocional da mulher.

Este é um guia de saúde natural que todas as mulheres vão querer ter sempre à mão.

Sem nome (1)

SOBRE A SOFIA LOUREIRO

Sofia Loureiro, também autora do livro Guia de Remédios Naturais para Crianças, é licenciada em biotecnologia, doutorada em química do ambiente e terapeuta natural. Foi nas terapias naturais que encontrou uma ponte entre o microcosmo humano da biologia e o macrocosmo ambiental da ecologia.

Os vários anos dedicados à investigação científica e a publicação de artigos, juntamente com os conhecimentos adquiridos ao longo da sua formação em diversas disciplinas de terapias naturais (naturopatia, homeopatia, aurículo-acupuntura, etc.), concorreram para o rigor essencial à redação desta obra abrangente e detalhada.

A sua dedicação ativa às terapias naturais manifesta-se através de artigos de divulgação e da participação em palestras e workshops.

VOGAIS: A comovente e real história de Hannah

Uma Criança Chamada Amor

«No que concerne a lidar com crianças problemáticas ninguém tem a sabedoria, compaixão e sensibilidade de Mary MacCracken.» – New York Times

***

Com a crise e as alterações sociais ocorridas em Portugal, o número de casos de crianças a sofrer de perturbações mentais, depressão ou ansiedade sobe a cada dia. Segundo dados recentemente divulgados, quase 20 mil foram à primeira consulta de pedopsiquiatria em 2013.

E, infelizmente, a menor paciência por parte dos pais leva a que o número de crianças maltratas em Portugal se cifre em números que ninguém gostaria de contabilizar. Bofetadas, agressões com objetos, empurrões ou mesmo queimaduras com cigarros. Estes são apenas alguns dos exemplos dos 279 casos de maus tratos a crianças com menos de seis anos que chegaram ao Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF) entre 2011 e 2013. Quase sempre, em mais 45% das situações, o alegado agressor foi um dos pais da vítima

Amor, compreensão e paciência, são ingredientes fundamentais para conseguir reabilitar crianças que não podem ser ignoradas e esquecidas pela sociedade. E a história de Hannah e de Mary MacCraken são disso exemplo.

Uma Criança Chamada Amor (Vogais l 224 pp l 15,98€), bestseller internacional que chega às livrarias nacionais no dia 29 de janeiro, conta a comovente história real de Hannah, uma criança maltratada, perdida num mundo de sofrimento e solidão, e da professora extraordinária que a conseguiu resgatar para a vida.

Uma Criança Chamada Amor_01Uma Criança Chamada Amor_04

Mary MacCracken, professora especializada em distúrbios de aprendizagem, colocava sérias reservas em receber na sua sala uma nova aluna, Hannah, de 8 anos. Os três rapazes de que se ocupava estavam a fazer progressos assinaláveis e a vinda de Hannah, considerada imensamente problemática, poderia deitar por terra todos esses avanços.

Nas duas primeiras semanas, Hannah refugiou-se num armário, recusando-se a sair. Os seus berros constantes compunham um quadro com os piores sintomas que Mary alguma vez vira. Como poderia a professora ajudar uma criança habituada a ser tratada como um animal, enclausurada na própria casa e espancada pelo pai e o irmão? O que poderia dizer e o que haveria de fazer para ajudar aquela menina perdida?

Reconhecendo a enorme força interior que habitava no fundo de Hannah, Mary dedicou todo o seu amor, paciência e engenho a uma longa e incrível viagem de recuperação que encetou com a sua aluna.

Mary

SOBRE Mary MacCracken

Mary MacCraken foi uma das mais notáveis professoras de crianças com problemas comportamentais e de desenvolvimento. Começou a trabalhar na área da educação especial como voluntária numa escola de New Jersey, nos EUA, no final da década de 60 do século passado. Mary MacCraken faleceu em 2014, aos 88 anos.

Escreveu quatro livros sobre as suas experiências com crianças consideradas autistas e psicóticas, que inspiraram e comoveram muitos milhares de educadores e de leitores em todo o mundo: Crianças Perdidas e Uma Criança Chamada Amor (Ed. Vogais), City Kid e Turnabout Children.

Em 1977, um produtor da CBS viu o livro Crianças Perdidas na montra de uma livraria e não hesitou em adaptá-lo para televisão.

Mary MacCraken dedicou a sua vida a trabalhar com crianças que ela considerava únicas e não diferentes das outras, ajudando de forma inestimável a comunidade de pais e educadores de rapazes e raparigas com estas características. «Emotionally disturbed children are no different from the rest of us,” afirmou Mary MacCracken em 1978. “We all know anger. We all known loneliness and pain. We all retreat from reality. The difference is in degree.”

TOPSELLER: Uma jornada maravilhosa de dois corações perdidos

unnamed

«Maravilhoso, de fazer acelerar o coração, profundo e extremamente emotivo. Tudo o que se pode querer num livro.» – Mostly YA Book Obsessed

«Uma história emotiva. A autora escreve com o coração e agarra-nos de forma tão intensa que podemos sentir a paixão, a angústia e, sobretudo, o amor verdadeiro entre duas pessoas que merecem ser felizes.» – The Reading Cafe

«Este livro é a jornada maravilhosa de dois corações perdidos. Este livro é o livro. Este livro é perfeito.» – The Obsessive Reader

***

Depois da estreia nas livrarias portuguesas com Uma Semana para te Amar, a autora bestseller do New York Times e USA Today Monica Murphy regressa com Vou Amar-te para Sempre (Topseller I 256 pp I 15,49€), um romance perfeito para oferecer no dia mais enamorado do ano. A Topseller disponibiliza os primeiros capítulos para leitura imediata, aqui.

SINOPSE

«Perder. Tudo na minha vida se resume a esta palavra doentia. O meu treinador culpa-me por termos perdido os jogos decisivos da temporada. E o resto da equipa também. Passei os últimos dois meses completamente perdido e fechado sobre o meu desespero, como um autêntico fracassado. E perdi a minha namorada — Fable, a única rapariga que alguma vez mexeu comigo — por não me achar suficientemente bom para ela e por não querer magoá-la.

Agora sei que deixá-la foi um erro e, ao ser cobarde, fui eu quem mais perdeu. Mas, mesmo que ela finja que está tudo bem e que seguiu com a sua vida, sei que ainda pensa em mim. Conheço-a demasiado bem. Raios… Ela é tão frágil que tudo o que eu mais quero é estar por perto para protegê-la… para abraçá-la… para amá-la.

Só preciso que ela me dê mais uma oportunidade. Estamos perdidos, um sem o outro, mas eu sei que juntos podemos viver um amor incomparável, para sempre.»

TOPSELLER: David Levithan… O autor que quebra convenções

unnamed (1)

«Este é um livro brilhante que vais adorar.» – John Green

«Num livro original, engraçado, e dolorosamente honesto, David Levithan explora brilhantemente o dilema adolescente de não se sentir bem na sua pele e não saber onde pertence. Eu não li A Cada Dia, eu devorei-o.» – Jodi Picoult

«São raros os livros que desafiam presunções de género de uma forma tão divertida quanto inesperada e, talvez o mais importante, com que os adolescentes se podem identificar num momento em que muitos tentam entender a sua orientação sexual e a natureza do amor verdadeiro. A Cada Dia é precisamente esse livro… Uma história que é sempre sedutora, muitas vezes bem-humorada e muito parecida com o próprio amor esplendoroso.» – Los Angeles Times

***

Ainda andava David Levithan na pré-primária quando a sua professora, sem dúvidas, disse aos pais de David que este era homossexual. «It was my teacher who said so. It was right there on my kindergarten report card: Paul is definitely gay and has very good sense of self.»

Com uma sexualidade bem definida, e o sonho de fazer da escrita a sua profissão, David Levithan eternizou de forma perfeita a sua personalidade e o seu sonho no seu primeiro livro “Boy Meet Boy”.

«Books are a wonderful signifier and a perfect conversation starter. With my novel ‘Boy Meets Boy,’ I’ve seen it work both ways: I’ve had kids who’ve left their copies around for parents to find, as a way of ‘coming out’ to them. And I’ve had parents who’ve left their copies around for kids to find, so the kids would know they were supported and loved.».

Doze anos volvidos, o autor bestseller David Levithan conta já com quase duas dezenas de livros editados e, pelo meio, algumas obras escritas a duas mãos com autores bem conhecidos como John Green. A Cada Dia (Topseller I 288 pp I 16,59€), um dos seus romances mais aclamados e nomeado para diversos prémios, chega no dia 29 de janeiro às livrarias nacionais.

«Quando comecei a escrever ‘A Cada Dia’ havia duas questões para as quais eu procurava resposta. Primeiro, como seria uma pessoa crescer sem ter um género, raça, orientação sexual, pais, amigos, e tudo aquilo que sentimos que nos define. Segundo, como seria estar apaixonado por alguém que se transforma noutra pessoa todos os dias. Seria isso possível? Decidi, então, escrever um livro para descobrir quais seriam as respostas.»

A Cada Dia_01A Cada Dia_02

SINOPSE de A Cada Dia 

«A cada dia um novo corpo. A cada dia uma nova vida. A cada dia o mesmo amor pela mesma rapariga. A cada dia, A acorda no corpo de uma pessoa diferente. Nunca sabe quem será nem onde estará. A já se conformou com a sua sorte e criou regras para a sua vida: Nunca se apegar muito. Evitar ser notado. Não interferir.

Tudo corre bem até que A acorda no corpo de Justin e conhece Rhiannon, a namorada de Justin. A partir desse momento, as regras de vida de A não mais se aplicam. Porque, finalmente, A encontrou alguém com quem quer estar a cada dia, todos os dias.»

A Cada Dia_04

Sobre David Levithan

David Levithan é autor e editor. Conta no seu currículo com muitas obras em nome próprio e várias parcerias como Will & Will, com John Green, ou Nick and Norah’s Infinit Playlist, com Rachel Cohn.

A Cada Dia é um dos seus trabalhos mais aclamados e finalista dos seguintes prémios: YALSA Teens’ Top Ten (2013), Abraham Lincoln Award (2014), Andre Norton Award (2012), Cybils Awards for Fantasy & Science Fiction (Young Adult) (2012), YALSA Best Fiction for Young Adults Top Ten (2013). Mais sobre o autor em davidlevithan.com

A Bela e o Vilão – Julia Quinn [Novidade Fevereiro 2015]

500_9789892329239_a_bela_e_o_vilao

A Bela e o Vilão
Série Bridgerton – volume VI
QUINN, JULIA

Disponibilidade/ Pré-lançamento
Prazo de entrega/ 4 dias úteis a partir de 2015-02-10
Iva à taxa a vigor

A Bela e o Vilão – QUINN, JULIA

Libertino. Devasso. Debochado. Três adjetivos que podiam descrever Michael Stirling na perfeição. Bem conhecido nas festas londrinas, quer desempenhasse o papel de sedutor ou o papel de seduzido, uma coisa era certa: nunca entregava o coração. Ele teria até acrescentado a palavra “pecador” ao seu cartão de visita se não achasse que isso mataria a pobre mãe.
Mas ninguém é imune ao amor. Quando a seta de cupido atinge Michael, dá início a uma longa e tortuosa paixão – pois o alvo dos seus afetos, Francesca Bridgerton, tem casamento marcado com o seu primo.
Mas isso foi antes. Agora, Francesca está novamente livre. Infelizmente, ela vê Michael apenas como um ombro amigo – até à fatídica noite em que lhe cai inocentemente nos braços, e a paixão se revela mais poderosa e intensa do que o mais perverso dos segredos…

Julia Quinn começou a escrever mal terminou o seu curso universitário e, para alegria dos seus inúmeros fãs em todo o mundo, nunca mais parou. Traduzidos para 26 línguas, todos os seus romances integram de imediato a lista de bestsellers do New York Times, com especial destaque para a Série Bridgerton. A autora venceu já 2 prémios Romantic Times e três Prémios RITA da Romance Writers of America, tendo sido a mais jovem autora a entrar para o Hall of Fame dessa associação. Vive com a família na costa oeste dos Estados Unidos.

Novidades de Fevereiro – Quinta Essência 2015

17961189_N68Gk

Lançamento: dia 03 de Fevereiro

Nada é mais inebriante…
Reynaud St. Aubyn passou os últimos sete anos num cativeiro infernal. Agora meio louco com febre, surge de repente no seu lar ancestral e exige o que lhe é devido. Pode este homem de aparência selvagem ser realmente o último herdeiro do conde, julgado morto por índios anos atrás?
… ou perigoso…
Beatrice Corning, sobrinha do atual conde, é uma boa jovem inglesa. Mas tem um segredo: nenhum homem em carne e osso a excitou mais do que o belo jovem do quadro pendurado em casa do tio. De repente, esse mesmo homem está ali, em carne e osso… e a atraí-la para a sua cama.
… do que entregar-se a um diabo.
Apenas Beatrice consegue ver o homem nobre dentro do aspeto selvagem de Reynaud. Reynaud sente-se atraído por aquela jovem encantadora, embora desconfie da lealdade dela. Mas poderá o amor de Beatrice domar um homem que não se deterá diante de nada para recuperar o seu título… mesmo que isso signifique sacrificar a inocência dela?

Bestseller do New York Times, Publisher’s Weekly, e USA Today!

Quarto Livro da Série A Lenda dos Quatro Soldados

«Hoyt conclui a “Lenda dos Quatro Soldados” com o tipo de romance poderosamente emocional e sensual, tingido de conto de fadas, que os leitores aprenderam a esperar desta contadora de histórias talentosa.» Kathe Robin, Romantic Times BOOKreviews
«Hoyt termina a sua série com um livro fascinante: o sombrio e torturado Reynaud encontra redenção romântica junto da discreta Beatrice. Rico em intriga perigosa, repleto de desejo e salpicado de humor, Coração Selvagem
é nada menos que brilhante.» John Charles, Booklist

«A relação de Beatrice e Reynaud é escaldante e explícita. Elizabeth Hoyt termina a sua saga com um toque dramático de mistério misturado
com uma boa representação da história.» Kay Quintin, FreshFiction.com

Continuação de :

ggv

 

 

17961180_ESClF

Lançamento: dia 03 de Fevereiro

Dawson Scott é um jornalista muito respeitado recentemente regressado do Afeganistão. Assombrado por tudo o que viveu, sofre de neurose de guerra, o que é uma ameaça para todos os aspetos da sua vida. Um dia recebe o telefonema de uma fonte dentro do FBI. Houve um novo desenvolvimento numa história que começou há quarenta anos. Poderá ser a GRANDE história da carreira de Dawson, na qual ele tem um interesse pessoal.
Em breve Dawson está a investigar o desaparecimento e alegado homicídio do ex-fuzileiro naval Jeremy Wesson, filho biológico do casal de terroristas que permanece na lista dos Mais Procurados do FBI. Dawson dá então por si a gostar cada vez mais da ex-mulher de Wesson, Amelia, e dos seus dois filhos. Porém, quando a ama de Amelia aparece morta, o caso toma um novo rumo surpreendente, com o próprio Dawson a tornar-se suspeito. Assombrado pelos seus próprios demónios, Dawson inicia a perseguição dos famosos criminosos…e da verdade surpreendente e secreta sobre si próprio.

«O Último Minuto é uma história simultaneamente de tirar o fôlego e de partir o coração; irá ficar com o leitor por muito tempo depois
de o livro estar terminado.»
freshfiction.com

«Uma narrativa gratificante com a qualidade a que Sandra Brown
nos habituou.»
Kirkus Reviews

«Provando mais uma vez que é a rainha do suspense, Sandra Brown mantém os leitores a virar as páginas com as suas habituais reviravoltas
e personagens intrigantes.»
Romantic Times

O Prazer – Nicole Jordan [Opinião]

10898224_586950481449158_5567087669657084519_n

Opinião:

O Prazer de Nicole Jordan vem encerrar a série publicada pela Quinta Essência “Notorious”. Esta série “encheu-me” as medidas! Foram todos livros fantásticos, com muito romance e um pouco de mistério e perigo à mistura.
Esta história, começa com um conflito entre as personagens principais, Jeremy “Dare”, Marquês Wolverton e Julienne, a francesa muito sensual. Foram amantes e quando se voltam a encontrar, a faísca entre ambos é visível para todos os que os rodeiam. No entanto, a ruptura entre ambos foi feia e por isso ao longo de todo o livro sentimos uma grande tensão na relação de ambos. Aliado a este romance explosivo, Dare ainda procura Lorde Caliban, um homem que aterroriza a vida de várias pessoas. E apesar de Napoleão estar quase a abdicar do poder que detêm, ainda se sentem muitas ameaças pelo ar.
Por isso mesmo, sem esperar, Julienne é arrastada para o meio da confusão e tem de se aliar a Dare. Será que estes dois juntos vão conseguir estar separados um do outro e cumprir com o seu dever para com a coroa?
Confesso que nem neste livro consegui perceber quem era aquele vilão que todos perseguiam e temiam! Parabéns para a autora porque não é fácil manter o suspense até às últimas páginas!
Enquanto procuravam por Caliban, o romance entre ambos adensa-se cada vez mais e parece que os seus corações se entrelançam para sempre. Adorei Julienne. Que personagem fantástica! Apesar de ter passado por duras provações, conseguiu manter a cabeça erguida e tornar-se senhora de si. Dare também não fica atrás, já que é um personagem extremamente cativante apesar de as vezes ser muito casmurro!

O livro no geral é muito bom, tal como os anteriores. Tem uma história cativante e sedutora desde o início até ao final. As personagens presenteiam ao leitor com cenas extremamente sensuais e eróticas. Mas também não se podia esperar menos do tão famoso “Príncipe do Prazer”!
Adorei este livro! Já tenho saudades de Dare!

4*

Sinopse:
O Prazer – JORDAN, NICOLE

Jeremy Dare North, marquês de Wolverton, é um espião e um libertino. Frio e calculista, no passado tinha sido um jovem apaixonado, disposto a fugir e a deixar tudo pela sua amada. Mas a traição desta levou-o a alistar-se no exército e a fechar para sempre o seu coração. Anos mais tarde, quando a traição ameaça a Coroa, Dare vê-se forçado a recrutar Julienne, o seu primeiro e único amor, para o ajudar a desmascarar um traidor mortífero. Forçada a trair o único homem que amou, Julienne quer apenas esquecer a terna paixão que ambos conheceram em jovens. Porém, quando Dare anuncia publicamente que a tomará de novo como amante, ela responde ao desafio com um da sua autoria: fazer ajoelhar aquele homem arrogante. O reencontro do casal desencadeará muitas paixões e um perigoso jogo de sedução. No final, juntos descobrirão o que Dare negou toda a sua vida: que não existe maior prazer que o verdadeiro amor.