Uma mulher de sonho – Um conto de Vítor Frazão [Opinião]

km

Uma mulher de sonho é um conto erótico. Um conto que se não estivesse tão bem escrito poderia ser vulgar, muito vulgar. No entanto, não é esse o caso. O conto além de erótico tem algo de místico que eu não quero dizer o que é, porque iria perder metade da piada.

O ponto forte deste conto é sem dúvida a surpresa do início que acalenta o leitor para ler até ao fim de forma a descobrir o que irá acontecer. É um conto diferente já que além de erótico é também do género fantástico. Se calhar para quem lê muita coisa neste género, o conto não seja muito surpreendente, mas para mim é, já que não leio muito deste tipo.

Tenho de fazer uma pequena chamada de atenção (eu também, por vezes, cometo o mesmo erro) para os erros ortográficos ou então para a falta de palavras, encontrei alguns.

Adorei!

Podem ler aqui: http://nanoezine.wordpress.com/2013/02/27/nanozine-8/

A sombra de um passado – Carina Rosa [Opinião]

image

Opinião:

Carina Rosa é uma jovem autora e este é o seu terceiro livro, agora publicado em formato ebook pela Coolbooks – Porto Editora. Parabéns mais uma vez por mais esta edição e principalmente por finalmente ter sido vista por uma editora “grande”.

O meu livro favorito foi “As gotas de um beijo” mas este não ficou atrás. É mais uma história muito apaixonante, mesmo ao estilo da autora. Clara, Hugo e Santiago são personagens apaixonantes que eu adorei conhecer. Adorei a Clara porque é uma lutadora, Santiago porque é um amor de pessoa e Hugo porque no fundo apenas quer ser amado.

Para mim, o ponto forte deste livro reside nestes personagens que têm personalidades tão peculiares. São eles que cativam e fazem com que o leitor se afeiçoe a eles, querendo sempre saber mais e mais. E uma das melhores coisas é pensar que são tão credíveis e que podiam ser um vizinho ou amigo nosso. Houve momentos que quis que Santiago fosse mais teimoso e não fosse tão “bonzinho” com Clara, mas por outro lado compreendi a atitude dele, porque ele era assim e era assim que se devia comportar dado à sua personalidade.

Outro ponto forte para mim (não apenas no livro da Carina Rosa) são as analepses, fazem com que o leitor os conheça melhor e crie mais carinho e mais curiosidade. É notória a evolução da escrita da autora e não tenho dúvidas que será cada vez melhor e que dentro em pouco tempo será bastante reconhecida pelos leitores portugueses.

Este é um livro sobre paixão, amor, adolescência, compreensão, perda e recuperação! Um livro que eu recomendo sem reservas, não se irão arrepender.

3,5*

Sinopse:
Conseguirá o verdadeiro amor apagar uma grande paixão?

Clara e Santiago vivem um casamento feliz e juntos planeiam construir um palácio de sonho para viverem com a filha. Mas quando, numa concentração de motas, Clara reencontra o homem que quase destruiu a sua vida, o passado mistura-se com o presente e a sua felicidade ao lado de Santiago é ameaçada. Hugo regressa após dez anos na prisão e Clara sabe que ele quererá vingança por ter sido abandonado e por tudo o que ela construiu na sua ausência. As inseguranças da menina inocente que foi um dia regressam e, com elas, a culpa e o sentimento doentio que nutriu em tempos por Hugo.

A sombra de um passado é uma história de amor, de sonhos e de perdas que nos leva ao mundo do crime, das drogas e da discriminação racial. Um tributo à família, aos que amam e sabem amar-se e à felicidade nas pequenas coisas.

Nascente: Um convite e um livro exclusivo para mulheres

Convite Guia de Remédios Naturais para Mulheres

A preocupação das mulheres pelo seu bem-estar leva-as a procurar ferramentas de desenvolvimento pessoal e formas mais naturais de se cuidarem. Os remédios naturais são uma excelente opção sempre que precisar de recorrer a ajuda externa, pois contribuem para reduzir a intensidade e frequência dos problemas de saúde, aliviar o desconforto e prevenir complicações futuras.

Sofia Loureiro, licenciada em biotecnologia, doutorada em química do ambiente e terapeuta natural, elaborou um Guia de Remédios Naturais para Mulheres (Nascente I 448 pp I 19,99€), pleno de recomendações e informação útil, que vai ajudar as mulheres a cuidarem melhor de si. O livro estará à venda a partir de dia 2 de fevereiro.

Com mais de meia centena de queixas de saúde comuns (exemplo: dor na mama, celulite, estrias, infeção vaginal, menstruação, prisão de ventre, etc), e recomendações detalhadas sobre como utilizar um vasto leque de terapias naturais para cada uma delas – Herbalismo, Aromaterapia, Florais de Bach, Hidroterapia e Geoterapia, Homeopatia e Sais de Schüssler, Remédios Caseiros, Reflexologia Podal – este guia inclui também uma secção sobre como implementar um estilo de vida saudável e outros temas importantes para o bem-estar físico, mental e emocional da mulher.

Este é um guia de saúde natural que todas as mulheres vão querer ter sempre à mão.

Sem nome (1)

SOBRE A SOFIA LOUREIRO

Sofia Loureiro, também autora do livro Guia de Remédios Naturais para Crianças, é licenciada em biotecnologia, doutorada em química do ambiente e terapeuta natural. Foi nas terapias naturais que encontrou uma ponte entre o microcosmo humano da biologia e o macrocosmo ambiental da ecologia.

Os vários anos dedicados à investigação científica e a publicação de artigos, juntamente com os conhecimentos adquiridos ao longo da sua formação em diversas disciplinas de terapias naturais (naturopatia, homeopatia, aurículo-acupuntura, etc.), concorreram para o rigor essencial à redação desta obra abrangente e detalhada.

A sua dedicação ativa às terapias naturais manifesta-se através de artigos de divulgação e da participação em palestras e workshops.

VOGAIS: A comovente e real história de Hannah

Uma Criança Chamada Amor

«No que concerne a lidar com crianças problemáticas ninguém tem a sabedoria, compaixão e sensibilidade de Mary MacCracken.» – New York Times

***

Com a crise e as alterações sociais ocorridas em Portugal, o número de casos de crianças a sofrer de perturbações mentais, depressão ou ansiedade sobe a cada dia. Segundo dados recentemente divulgados, quase 20 mil foram à primeira consulta de pedopsiquiatria em 2013.

E, infelizmente, a menor paciência por parte dos pais leva a que o número de crianças maltratas em Portugal se cifre em números que ninguém gostaria de contabilizar. Bofetadas, agressões com objetos, empurrões ou mesmo queimaduras com cigarros. Estes são apenas alguns dos exemplos dos 279 casos de maus tratos a crianças com menos de seis anos que chegaram ao Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF) entre 2011 e 2013. Quase sempre, em mais 45% das situações, o alegado agressor foi um dos pais da vítima

Amor, compreensão e paciência, são ingredientes fundamentais para conseguir reabilitar crianças que não podem ser ignoradas e esquecidas pela sociedade. E a história de Hannah e de Mary MacCraken são disso exemplo.

Uma Criança Chamada Amor (Vogais l 224 pp l 15,98€), bestseller internacional que chega às livrarias nacionais no dia 29 de janeiro, conta a comovente história real de Hannah, uma criança maltratada, perdida num mundo de sofrimento e solidão, e da professora extraordinária que a conseguiu resgatar para a vida.

Uma Criança Chamada Amor_01Uma Criança Chamada Amor_04

Mary MacCracken, professora especializada em distúrbios de aprendizagem, colocava sérias reservas em receber na sua sala uma nova aluna, Hannah, de 8 anos. Os três rapazes de que se ocupava estavam a fazer progressos assinaláveis e a vinda de Hannah, considerada imensamente problemática, poderia deitar por terra todos esses avanços.

Nas duas primeiras semanas, Hannah refugiou-se num armário, recusando-se a sair. Os seus berros constantes compunham um quadro com os piores sintomas que Mary alguma vez vira. Como poderia a professora ajudar uma criança habituada a ser tratada como um animal, enclausurada na própria casa e espancada pelo pai e o irmão? O que poderia dizer e o que haveria de fazer para ajudar aquela menina perdida?

Reconhecendo a enorme força interior que habitava no fundo de Hannah, Mary dedicou todo o seu amor, paciência e engenho a uma longa e incrível viagem de recuperação que encetou com a sua aluna.

Mary

SOBRE Mary MacCracken

Mary MacCraken foi uma das mais notáveis professoras de crianças com problemas comportamentais e de desenvolvimento. Começou a trabalhar na área da educação especial como voluntária numa escola de New Jersey, nos EUA, no final da década de 60 do século passado. Mary MacCraken faleceu em 2014, aos 88 anos.

Escreveu quatro livros sobre as suas experiências com crianças consideradas autistas e psicóticas, que inspiraram e comoveram muitos milhares de educadores e de leitores em todo o mundo: Crianças Perdidas e Uma Criança Chamada Amor (Ed. Vogais), City Kid e Turnabout Children.

Em 1977, um produtor da CBS viu o livro Crianças Perdidas na montra de uma livraria e não hesitou em adaptá-lo para televisão.

Mary MacCraken dedicou a sua vida a trabalhar com crianças que ela considerava únicas e não diferentes das outras, ajudando de forma inestimável a comunidade de pais e educadores de rapazes e raparigas com estas características. «Emotionally disturbed children are no different from the rest of us,” afirmou Mary MacCracken em 1978. “We all know anger. We all known loneliness and pain. We all retreat from reality. The difference is in degree.”

TOPSELLER: Uma jornada maravilhosa de dois corações perdidos

unnamed

«Maravilhoso, de fazer acelerar o coração, profundo e extremamente emotivo. Tudo o que se pode querer num livro.» – Mostly YA Book Obsessed

«Uma história emotiva. A autora escreve com o coração e agarra-nos de forma tão intensa que podemos sentir a paixão, a angústia e, sobretudo, o amor verdadeiro entre duas pessoas que merecem ser felizes.» – The Reading Cafe

«Este livro é a jornada maravilhosa de dois corações perdidos. Este livro é o livro. Este livro é perfeito.» – The Obsessive Reader

***

Depois da estreia nas livrarias portuguesas com Uma Semana para te Amar, a autora bestseller do New York Times e USA Today Monica Murphy regressa com Vou Amar-te para Sempre (Topseller I 256 pp I 15,49€), um romance perfeito para oferecer no dia mais enamorado do ano. A Topseller disponibiliza os primeiros capítulos para leitura imediata, aqui.

SINOPSE

«Perder. Tudo na minha vida se resume a esta palavra doentia. O meu treinador culpa-me por termos perdido os jogos decisivos da temporada. E o resto da equipa também. Passei os últimos dois meses completamente perdido e fechado sobre o meu desespero, como um autêntico fracassado. E perdi a minha namorada — Fable, a única rapariga que alguma vez mexeu comigo — por não me achar suficientemente bom para ela e por não querer magoá-la.

Agora sei que deixá-la foi um erro e, ao ser cobarde, fui eu quem mais perdeu. Mas, mesmo que ela finja que está tudo bem e que seguiu com a sua vida, sei que ainda pensa em mim. Conheço-a demasiado bem. Raios… Ela é tão frágil que tudo o que eu mais quero é estar por perto para protegê-la… para abraçá-la… para amá-la.

Só preciso que ela me dê mais uma oportunidade. Estamos perdidos, um sem o outro, mas eu sei que juntos podemos viver um amor incomparável, para sempre.»

TOPSELLER: David Levithan… O autor que quebra convenções

unnamed (1)

«Este é um livro brilhante que vais adorar.» – John Green

«Num livro original, engraçado, e dolorosamente honesto, David Levithan explora brilhantemente o dilema adolescente de não se sentir bem na sua pele e não saber onde pertence. Eu não li A Cada Dia, eu devorei-o.» – Jodi Picoult

«São raros os livros que desafiam presunções de género de uma forma tão divertida quanto inesperada e, talvez o mais importante, com que os adolescentes se podem identificar num momento em que muitos tentam entender a sua orientação sexual e a natureza do amor verdadeiro. A Cada Dia é precisamente esse livro… Uma história que é sempre sedutora, muitas vezes bem-humorada e muito parecida com o próprio amor esplendoroso.» – Los Angeles Times

***

Ainda andava David Levithan na pré-primária quando a sua professora, sem dúvidas, disse aos pais de David que este era homossexual. «It was my teacher who said so. It was right there on my kindergarten report card: Paul is definitely gay and has very good sense of self.»

Com uma sexualidade bem definida, e o sonho de fazer da escrita a sua profissão, David Levithan eternizou de forma perfeita a sua personalidade e o seu sonho no seu primeiro livro “Boy Meet Boy”.

«Books are a wonderful signifier and a perfect conversation starter. With my novel ‘Boy Meets Boy,’ I’ve seen it work both ways: I’ve had kids who’ve left their copies around for parents to find, as a way of ‘coming out’ to them. And I’ve had parents who’ve left their copies around for kids to find, so the kids would know they were supported and loved.».

Doze anos volvidos, o autor bestseller David Levithan conta já com quase duas dezenas de livros editados e, pelo meio, algumas obras escritas a duas mãos com autores bem conhecidos como John Green. A Cada Dia (Topseller I 288 pp I 16,59€), um dos seus romances mais aclamados e nomeado para diversos prémios, chega no dia 29 de janeiro às livrarias nacionais.

«Quando comecei a escrever ‘A Cada Dia’ havia duas questões para as quais eu procurava resposta. Primeiro, como seria uma pessoa crescer sem ter um género, raça, orientação sexual, pais, amigos, e tudo aquilo que sentimos que nos define. Segundo, como seria estar apaixonado por alguém que se transforma noutra pessoa todos os dias. Seria isso possível? Decidi, então, escrever um livro para descobrir quais seriam as respostas.»

A Cada Dia_01A Cada Dia_02

SINOPSE de A Cada Dia 

«A cada dia um novo corpo. A cada dia uma nova vida. A cada dia o mesmo amor pela mesma rapariga. A cada dia, A acorda no corpo de uma pessoa diferente. Nunca sabe quem será nem onde estará. A já se conformou com a sua sorte e criou regras para a sua vida: Nunca se apegar muito. Evitar ser notado. Não interferir.

Tudo corre bem até que A acorda no corpo de Justin e conhece Rhiannon, a namorada de Justin. A partir desse momento, as regras de vida de A não mais se aplicam. Porque, finalmente, A encontrou alguém com quem quer estar a cada dia, todos os dias.»

A Cada Dia_04

Sobre David Levithan

David Levithan é autor e editor. Conta no seu currículo com muitas obras em nome próprio e várias parcerias como Will & Will, com John Green, ou Nick and Norah’s Infinit Playlist, com Rachel Cohn.

A Cada Dia é um dos seus trabalhos mais aclamados e finalista dos seguintes prémios: YALSA Teens’ Top Ten (2013), Abraham Lincoln Award (2014), Andre Norton Award (2012), Cybils Awards for Fantasy & Science Fiction (Young Adult) (2012), YALSA Best Fiction for Young Adults Top Ten (2013). Mais sobre o autor em davidlevithan.com