O Guião Inesperado – Paula Pimenta [Editorial Presença]

60890003_Guiao_Inesperado

O Guião Inesperado
Paula Pimenta
Título Original: Fazendo Meu Filme 3
Páginas: 424
Coleção: A Minha Vida é um Filme Nº 3
PREÇO SEM IVA: 13,11€ / PREÇO COM IVA: 13,90€
ISBN: 978-972-23-5407-3
Código de Barras: 9789722354073

Data de Publicação: 23 Outubro 2014

PAULA PIMENTA
«SUCESSO ENTRE OS TEENS»
Hoje Em Dia

Regressada ao Brasil após um ano de intercâmbio em Inglaterra, Fani mal pode acreditar que vai finalmente começar a viver o tão adiado romance com o rapaz dos seus sonhos, o Leo. Porém, o destino parece decidido a atrapalhar-lhe os planos. Desde os problemas com as amigas, passando pelos exames de acesso à faculdade e pelos conflitos com a mãe, tudo parece querer roubar-lhes o tempo em conjunto. Mas é só quando o passado vem bater-lhe à porta outra vez na pessoa de Christian que as discussões entre os dois namorados começam…

CITAÇÃO DA AUTORA PAULA PIMENTA:

«Neste terceiro livro, Fani vai ter que amadurecer ainda mais. Agora, ela vai ter de pensar qual curso de faculdade realmente é o mais indicado para ela e deverá readaptar-se à antiga vida ao voltar do intercâmbio. Como consequência, irá passar por alguns conflitos familiares. Pela primeira vez, ela vai vivenciar a experiência de um namoro sério e vai ter de viver situações inteiramente novas por causa disso», afirma a brasileira bestseller Paula Pimenta.

Paula Pimenta nasceu em Belo Horizonte, no Brasil, e formou-se em Publicidade. A sua verdadeira paixão sempre foi escrever, tendo em 2001 lançado a sua primeira obra, o livro de poemas Confissão. Em 2008 saiu o volume inicial da série A Minha Vida É Um Filme, que se tornou um sucesso imediato, contando já com 100 mil exemplares vendidos. Em 2012 Paula Pimenta foi considerada uma das 100 pessoas mais influentes do Brasil e estima-se que atualmente venda em média 20 mil exemplares das suas obras por mês. O carinho e o entusiasmo que a fãs lhe devotam resultam da empatia partilhada entre autora e leitores. A Presença publicou os anteriores livros desta série: A Estreia e Na Terra da Rainha.

GÉNERO: Juvenil.

PÚBLICO-ALVO: A partir dos 12 anos.

CITAÇÃO IMPRENSA ESTRANGEIRA:
«Paula Pimenta conseguiu criar uma personagem que estabelece com as leitoras uma relação de intimidade e afirma-se como uma das principais autoras brasileiras da literatura juvenil.»
Revista Veja

O Espetacular Momento Presente -Tim Tharp [Editorial Presença]

60440020_Espetacular_Momento_Presente (1)

O Espetacular Momento Presente
Tim Tharp
Título Original: The Spetacular Now
Tradução: Maria de Almeida
Páginas: 344
Coleção: Noites Claras Nº 20
PREÇO SEM IVA: 15,00€ / PREÇO COM IVA: 15,90€

Data de Publicação: 2 Julho 2014

FICÇÃO PARA JOVENS ADULTOS

LIVRO JÁ ADAPTADO AO CINEMA
EXIBIDO NO SUNDANCE FILM FESTIVAL

Aos dezassete anos, tudo o que Sutter Keely deseja é desfrutar do espetacular momento presente. É o tipo que anima qualquer festa, cheio de charme e humor, o herói em busca de si próprio, com um coração puro mas a fazer as escolhas erradas. De repente, Sutter tem a sensação de que todos os seus amigos estão a caminhar em direção a futuros promissores… Mas para Sutter continua a bastar o espetacular momento presente. Uma típica história de passagem da adolescência para a idade adulta, com a mistura certa de tragédia e comédia, sobre um jovem que tenta encontrar o seu próprio caminho impulsionado por um misto de compaixão e recusa em relação à realidade da vida adulta.
Finalista do National Book Award e do Oklahoma Book Award na categoria de literatura para jovens adultos, este livro foi adaptado ao cinema e exibido com grande sucesso no Sundance Film Festival.

Tim Tharp é um conceituado escritor de romances para o público jovem adulto. Licenciado em Jornalismo e em Psicologia, tem ainda um mestrado em Escrita Criativa pela Brown University. Vive em Oklahoma, onde escreve ficção e dá aulas no Departamento de Ciências Humanas na Faculdade de Rose State. Outras obras do autor foram distinguidas com prémios literários, nomeadamente Falling Dark, que recebeu o Milkweed National Fiction Prize e Knights of the Hill Country, que ganhou o Oklahoma Book Award.

GÉNERO: Ficção/Romance Contemporâneo.

PÚBLICO-ALVO: Jovens Adultos.

O Amor da Tua Vida – Cecelia Ahern [Opinião]

01270057_Amor_Tua_Vida

Opinião:

Cecelia Ahern é irlandesa e é formada em Jornalismo e comunicação. Tornou-se uma autora muito procurada depois de ter publicado o seu primeiro romance aos 21 anos que vocês certamente conhecerão: “P.S. – Eu Amo-te”. Publicado em mais de 40 países, liderou as listas de bestsellers na Irlanda, Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha e Holanda, e deu origem ao filme com o mesmo nome.
Já foi agraciada com vários prémios literários, entre eles, o Prémio Nielsen de 2009. No total, a obra de Cecelia Ahern encontra-se publicada em 46 países e conta com mais de 15 milhões de livros vendidos.

O Amor da tua vida é um romance contemporâneo que em forma de comédia romântica fala sobre temas que muito se debatem nos dias de hoje. A saúde mental ainda é um tabu e é abordada neste livro de uma forma inteligente e divertida, tornando-se assim um tema apelativo. Este livro é também uma forma de mostrar ao leitor que por vezes não devemos levar a vida tão a sério e que devemos aproveitar as pequenas coisas da vida. Mostra como por vezes fazemos de pequenos, grandes problemas em vez de os resolvermos simplesmente.

Christine é uma mulher que se sente deslocada do seu pequeno mundo e que tenta desesperadamente ir ao passado buscar pequenas coisas que lhe trouxeram felicidade. É doce, sincera e torna-se facilmente muito querida pelo leitor. Subitamente vê-se confrontada em duas situações semelhantes: tentativa de suicídio. A primeira situação acaba mal, mas a segunda decide que tem de ser corajosa e resgata a pessoa que se quer suicidar. Essa pessoa é Adam Basil. Adam enfrenta uma fase difícil da sua vida e num momento mais negro decide que a única solução é acabar com a própria vida…até lhe surgir Catherine à sua frente e lhe prometer que em duas semanas fará com que ele se apaixone novamente pela vida…

Com estes personagens entramos numa aventura tão divertida que quando damos por nós, já estamos no final do livro com um sorriso gigante. É verdade que são muitas as vezes que são abordados temas duros, mas a autora soube fazê-lo de uma forma simples e com uma pitada de humor que deixará o leitor feliz. Além disso, todos os personagens que compõem este livro são tão peculiares que ficamos com uma enorme vontade de pular verdadeiramente para o mundo deles.

Cecelia Ahern soube mais uma vez conquistar o meu coração e levar-me numa aventura emocional assombrosa e extremamente romântica. A mensagem é importante e acima de tudo é uma história tão bonita que nós deixará felizes. São gestos e emoções transmitidos fantasticamente na forma de palavras neste pequeno grande livro.

5*

Sinopse:
Contra toda a lógica da teoria das probabilidades, Christine Rose vê-se, no curtíssimo espaço de um mês, por duas vezes diante da iminência de assistir a um suicídio. No primeiro caso, o de Simon Conway, não conseguiu impedi-lo. Mas quando, uma noite, ao atravessar a ponte de Ha’ penny, em Dublin, se depara com um homem, que ameaça atirar-se ao rio, Christine promete a si mesma que desta vez não irá falhar. Adam Basil, é este o nome do misterioso estranho, não pode morrer. Tem então uma ideia inusitada: fazer um pacto com ele. Compromete-se a, até ao dia do seu 35º aniversário, a duas semanas de distância, fazê-lo apaixonar-se de novo pela vida. O Amor da Tua Vida traz-nos Cecelia Ahern no seu melhor, com uma história capaz de nos comover, divertir e apaixonar.

Escravos do desejo – Kate Pearce [Opinião]

transferir (1)

Opinião:

Sigo esta série desde o primeiro livro e posso vós dizer já que de todos os livros eróticos que li, estes estão sem sombra de dúvida no topo. No entanto, Kate Pearce ainda se destaca mais já que os seus livros vão mais além e não aborda apenas relações heterossexuais como também homossexuais. É uma série que deve ser lida com a mente aberta e também é necessário estar consciente que poderão haver coisas que nós choquem.

Não sei bem dizer qual dos três livros gostei mais, acho que a nível geral, estão todos no mesmo patamar. Apesar disso, senti um carinho especial pela protagonista principal deste livro, Helene, já que é uma mulher que sofreu muito e que mesmo assim soube levantar a cabeça e vencer.

Outro ponto positivo para este livro é que as cenas sexuais não são descritas exaustivamente, o que a mim em particular enquanto leitora agrada-me sobremaneira.

O romance entre o casal principal também é digno de ser mencionado já que foi um romance cheio de química, desde o início até o fim. Confesso que adorei a parte inicial em que eles se conhecem. As cenas sexuais descritas são extremamente bem descritas e muito eróticas. Muito bom mesmo!

Foi um bom livro que se focou no amor, no perdão, no deixar ir o passado e enfrentar novos caminhos. Gostei bastante!

3.5*

Sinopse:

Um fim de semana proibido anos atrás, Helene Delornay viu-se presa a um desconhecido. Ousado, viril e exímio nas artes eróticas, Philip Ross abriu os olhos de Helene para um mundo de prazer sexual que ela nunca julgou existir. Agora, proprietária da casa de prazer mais exclusiva de Londres, Helene não esqueceu a felicidade carnal que dividiu com Philip — e nunca encontrou um outro homem que pudesse satisfazer os desejos insaciáveis que ele despertou nela… Quando Philip volta a entrar de repente na vida de Helene, a atração física que partilham é demasiado forte para que qualquer um deles a possa negar. Agora, enquanto exploram as suas fantasias e as levam para além do limite, Helene descobre que os seus sentimentos por Philip são muito mais intensos do que julgara…

TOPSELLER: “Cativada” – Uma montanha russa de emoções

unnamed (11)

«Terno, de partir o coração, desolador, esperançoso, esmagador e maravilhoso. Uma montanha-russa de emoções que sentimos verdadeiramente.» – Books, Coffee & Wine

K. Bromberg está de regresso com o segundo volume da tórrida trilogia Dominada: Cativada (Topseller I 400 pp I 21,98€). A Topseller disponibiliza os primeiros capítulos para leitura imediata, aqui.

SINOPSE

A paixão de Rylee e Colton prevaleceu, contra todas as hipóteses. O amor entre ambos foi demasiado forte, ainda que não o consigam admitir. Mas será que o muro negro que se vai erguer entre ambos os poderá destruir?

«O Colton roubou o meu coração. Caí um dia nos seus braços por força do destino, e tem-me, desde então, cativa na sua paixão. Ele acendeu sentimentos dentro de mim que julguei terem morrido para sempre.»

«A Rylee caiu daquela maldita despensa um dia direitinha para a minha vida, e nunca mais voltei a ser o mesmo. Ela vislumbrou fragmentos da escuridão que habita dentro de mim e, no entanto, ainda cá está, a lutar por nós.»

«Ele corta-me a respiração, arrebata o meu coração e traz-me de volta à vida, tudo com um único toque. Mas como poderei amar um homem que não me deixa entrar na sua alma? Que insistentemente me afasta, para que não conheça o seu passado desfeito? O meu coração é dele, mas sinto os limites da paciência e do perdão a acercar-se de mim.»

«Como posso eu desejar uma mulher que me exaspera, me desafia e me força a ver que, no profundo abismo que é a minha alma, há uma pessoa digna de amor? Um lugar e uma pessoa que jurei nunca voltar a visitar e a ser? Eu sei que não sou quem ela precisa. Então, porque não consigo deixá-la partir?»

unnamed (12)unnamed (13)

​Autora bestseller do New York Times e do USA Today, os livros de K. Bromberg, além de serem êxitos sucessivos de vendas, têm recebido as melhores críticas de leitores em todo o mundo.

Cativada é o segundo livro de uma trilogia de sucesso que está permanentemente no top 10 dos mais vendidos na Amazon. K. Bromberg vive no sul da Califórnia com o marido e os seus três filhos.

TOPSELLER: O novo bestseller sexy e hilariante de Emma Chase

unnamed (8)

Enrolados (Topseller I 224 pp I 15,98€) é a tão esperada continuação de Envolvidos, que segue a história sexy e hilariante de um casal, Katherine e Drew, que vive enredado nos sobressaltos e nas peripécias do amor.

Um romance de Emma Chase que conquistou a crítica internacional e nacional pela originalidade da relação ser abordada do ponto de vista… masculino. Tem a certeza de que quer saber como pensam os homens? A Topseller disponibiliza os primeiros capítulos para leitura imediata, aqui.

SINOPSE
Ela é linda e ambiciosa. Ele é atraente e convencido. Juntos formam um par incrível. Mas algo inesperado vai deixá-los enrolados em mal-entendidos sem fim! Katherine Brooks sempre foi metódica e cautelosa. Até ao dia em que conheceu Drew Evans, o seu atual namorado, um homem persistente e muito seguro de si.

Juntos formam um casal ambicioso, dedicado às suas carreiras, mas que nunca perde uma oportunidade para desfrutar das delícias da vida a dois. Até que surge um contratempo que abala a relação, e o conto de fadas transforma-se numa crise conjugal.

Ela muda-se para casa da mãe, e ele faz tudo, mas mesmo tudo, para a esquecer… Poderá uma série de mal-entendidos pôr fim ao romance mais tórrido de sempre?

unnamed (9)unnamed (10)

​Emma Chase é uma escritora norte-americana, autora dos livros Envolvidos e Enrolados, bestsellers do New York Times e do USA Today. Mais sobre a autora em: http://www.emmachase.net.

TOPSELLER: Um livro sobre o amor jovem com direito a “playlist”

unnamed (6)

«Lara Jean, a personagem principal, dá a esta história comovente um toque de originalidade e um charme muito próprio.» – Publishers Weekly

«Uma interpretação emocionante do crescimento e do amor jovem.» – Kirkus Reviews

A Todos os Rapazes que Amei (Topseller I 272 pp I 15,98€) enquadra-se no género romance contemporâneo, muito em voga, onde brilham autores como John Green. Jenny Han, autora bestseller do New York Times, traz-nos um romance divertido e original sobre o amor jovem.

«Guardo as minhas cartas numa caixa de chapéu verde-azulada que a minha mãe me trouxe de uma loja de antiguidades da Baixa. Não são cartas de amor que alguém me enviou. Não tenho dessas. São cartas que eu escrevi. Há uma por cada rapaz que amei — cinco, ao todo.

Quando escrevo, não escondo nada. Escrevo como se ele nunca a fosse ler. Porque na verdade não vai. Exponho nessa carta todos os meus pensamentos secretos, todas as observações cautelosas, tudo o que guardei dentro de mim. Quando acabo de a escrever, fecho-a, endereço-a e depois guardo-a na minha caixa de chapéu verde-azulada.
Não são cartas de amor no sentido estrito da palavra. As minhas cartas são para quando já não quero estar apaixonada. São para despedidas. Porque, depois de escrever a minha carta, já não sou consumida por esse amor devorador. Se o amor é como uma possessão, talvez as minhas cartas sejam o meu exorcismo. As minhas cartas libertam-me. Ou pelo menos era para isso que deveriam servir.»

unnamed (7)

Jenny Han nasceu e cresceu na costa leste dos Estados Unidos da América. Estudou na Universidade da Carolina do Norte e fez um mestrado em Escrita para Crianças em Nova Iorque, onde mora atualmente. Se pudesse escolher um emprego, Jenny Han gostaria de ser ajudante do Pai Natal, provadora de gelados ou a melhor amiga da Oprah, entre outras coisas perfeitamente vulgares. Tem uma predileção por meias até ao joelho e come qualquer sobremesa, desde que seja de maracujá.

É autora da trilogia The Summer I Turned Pretty, bestseller do New York Times. O seu mais recente êxito, este A Todos os Rapazes que Amei, encontra-se em vias de ser adaptado ao cinema. A sua continuação, P. S. Ainda Te Amo, que está prevista para novembro de 2015, será publicada também pela Topseller.

A play list de Jenny Han para acompanhar a leitura de A Todos os Rapazes que Amei.

1. “Please Speak Well of Me” by The Weepies: I came back to this song again and again because I could picture Lara Jean listening to it as she wrote her letters. It’s so sweet and full of yearning.

2. “Crazy” by Alanis Morissette: This song has such great momentum. You feel like something big is on the verge of happening. It’s a great song to listen to if you’re writing a book and you need something big to happen.

3. “Only in Dreams” by Weezer: I could completely picture Peter driving around in his mom’s minivan listening to this song at top volume.

4. “Alone Again (Naturally)” by Gilbert O’Sullivan: Lara Jean has been in love a lot, but she’s always alone in love, and she doesn’t actually mind it much. I can see her singing along to this song and smiling.

5. “Teenage Love Song”by Rilo Kiley: Jenny Lewis has the sweetest voice, and this song tells a whole story of love lost. I like that it takes teenage love very seriously because I do too.

6. “The Shoop Shoop Song (It’s in His Kiss)” by Betty Everett: This song is on the Mermaids soundtrack, which Lara Jean listens to while organizing her first-week back-to-school outfits.

7. “The Longest Time” by Billy Joel: Lara Jean loves to bake and she would definitely bake to this song.

8. “Our House” by Crosby, Still, Nash & Young: Lara Jean is a girl who loves to be at home, to be cozy and putter around the house. For me, this song is the embodiment of that feeling.

9. “Thirteen” by Big Star: There is no song more nostalgic than this. It feels like a high school experience I never had but wish I did. “Won’t you let me walk you home from school? Won’t you let me meet you at the pool?”

10. “Love That Girl” by Raphael Saadiq: This is so Lara Jean to me. It’s modern but it feels vintage at the same time, with the Motown claps and call and response choruses.

11. “Heartbeats” by The Knife: I listened to this song over and over while writing this book. It’s very angsty and emo and kind of tough.

12. “I’m Gonna Get You Yet” by The Dixie Cups: In a lot of ways, Lara Jean is a throwback kind of girl. She loves ‘60s girl groups, vintage clothes, and the romance of a different time.

13. “Big Girls Don’t Cry” by Frankie Valli and The Four Seasons: This song of course appears in Dirty Dancing, the quintessential coming of age movie for teenage girls who dream big.

14. “Love on Top” by Beyonce: I love how hopeful this song is. It’s so driving around with your sisters with the windows all the way down.

15. “P.S. I Love You” by Nellie McKay: An open window, a breeze, and a glass of lemonade – that is this song. And incidentally, the sequel to To All the Boys I’ve Loved Before is called P.S. I Still Love You.