Orgulho e Prazer – Sylvia Day [Opinião]

17453543_cR4EG

Opinião:

Orgulho e Prazer é o segundo romance de época que a Quinta Essência publica em Portugal desta autora. O que os distingue são as suas histórias fora do comum, com mais personagens igualmente distintos dos demais daquela época.

Eliza é uma herdeira na sua sexta temporada. Ela tem dinheiro e tem a liberdade de as gerir sem que nada lhe tenha sido negado. Ela decidiu não se casar, em grande parte pelo passado da sua mãe que tomou algumas liberdades e também para poder viver livremente os seus dias. O casamento para ela só lhe traria dependência já que deixaria de poder gerir as suas finanças. E para ela, isso é inaceitável.

Jasper é um caça ladrões (uma profissão perigosa) e é também bastardo do duque de Montague. O seu grande objectivo de vida é arruinar com a vida de todos os Montague já que causaram a destruição da sua própria mãe. O problema surge quando ele aceita descobrir quem anda a tentar fazer mal a Eliza e fica um pouco perdido com a sua beleza e personalidade forte que vêm abalar a sua vida e paz.

As cenas sexuais entre Jasper e Eliza são bastante eróticas e a química entre ambos é incrível! Acho que o leitor consegue perceber que a relação de ambos não é apenas sexo mas que existe qualquer coisa mais. A escritora sabe como escrever cenas extremamente eróticas sem soarem vulgares e sabe como ligá-los emocionalmente transmitindo isso ao leitor. No entanto tenho de confessar que a parte que achei mais fraca foi o enredo, pelo menos para mim não foi o suficiente para me cativar por aí além.

Confesso-me sem alguma dúvida fã desta escritora, os seus livros têm o poder de agarrar-me desde o início até ao fim e este não foi excepção. É um livro simples e que se lê em algumas horas.

3*

Sinopse:
Após a morte do pai, Eliza Martin torna-se uma das herdeiras mais desejadas pelos caçadores de fortunas. Todos a elogiam e enganam, mas ela resiste. Até que começa a sofrer uma série de acidentes que ameaçam a sua vida e se vê obrigada a recorrer a uma pessoa que se infiltre entre os seus pretendentes para descobrir quem está por trás da trama. Alguém que não dê nas vistas, que saiba dançar e seja calmo.
O atraente e sedutor detetive Jasper Bond é demasiado grande, demasiado bonito e demasiado perigoso. Quem iria acreditar que uma intelectual como Eliza se deixaria seduzir por um homem de ação? Mas a combinação da teimosia dela e do mistério é irresistível para Jasper. Deixar a sua cliente satisfeita é uma questão de orgulho. Mostrar-lhe que é o homem de que ela precisa será um prazer…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s