Não Digas Nada – Mary Kubica [Opinião]

23005453

Opinião:

Mary Kubica vive em Chicago com o marido e os dois filhos. Gosta de fotografia, de jardinagem e de cuidar de animais abandonados num abrigo local. Tem um Bacharelato em História e Literatura Americana e “Não digas nada” é a sua estreia como escritora que a Topseller traz aos leitores portugueses.

Não digas nada apresenta ao leitor uma história macabra e muito dura. Não pelas suas descrições mórbidas (que são quase inexistentes) mas sim pelo seu enredo incrível e surpreendente.

Mia Dennet é filha de um juiz famoso e muito rico. Isto faz com que ela seja alvo de um rapto sinistro e que deixa a sua família e amigos de rastos. O problema é que a família nunca chega a receber um bilhete de pedido de resgate. Então afinal o que terá sucedido?

Com uma excelente caracterização das personagens, Mary Kubica vai dando a conhecer ao leitor os vários personagens que fazem parte desta história e assim vai compondo todo um enredo mirabolante em que nada é o que parece.

O livro é de facto de leitura compulsiva, mas o que o torna de certa forma brilhante é a forma como a autora compõe toda a sua estrutura para que a verdadeira história só seja conhecida praticamente nas últimas linhas. A autora mostrou uma mestria na concepção do enredo que eu como leitora compulsiva faço-lhe uma vénia.

Este é um livro surpreendente, diferente e brilhante. Parabéns mais uma vez a Topseller por esta maravilhosa publicação. Fiquei dias a pensar nesta história sem conseguir pegar em outro livro. Cinco estrelas sem sombra de dúvida!

5*

Sinopse:
Um thriller psicológico intenso e de leitura compulsiva, Não Digas Nada revela como, mesmo numa família perfeita, nada é o que parece.

Tenho andado a segui-la nos últimos dias. Sei onde faz as compras de supermercado, a que lavandaria vai, onde trabalha. Nunca falei com ela. Não lhe reconheceria o tom de voz. Não sei a cor dos olhos dela ou como eles ficam quando está assustada. Mas vou saber.

Filha de um juiz de sucesso e de uma figura do jet set reprimida, Mia Dennett sempre lutou contra a vida privilegiada dos pais, e tem um trabalho simples como professora de artes visuais numa escola secundária.

Certa noite, Mia decide, inadvertidamente, sair com um estranho que acabou de conhecer num bar. À primeira vista, Colin Thatcher parece ser um homem modesto e inofensivo. Mas acompanhá-lo acabará por se tornar o pior erro da vida de Mia.

Anúncios

6 thoughts on “Não Digas Nada – Mary Kubica [Opinião]

  1. Jessie diz:

    Oi, tudo bem? 🙂
    Já quero ler esse livro há muito muito tempo memso, desde que foi lançado. Espero te roportunidade em breve.
    Aproveito para dar uma notícia também. Este ano decidi organizar um amigo secreto literário no meu blog e adorava que participasses. É só ir ao blog e ver o mais recente post que lá está tudo explicadinho. Se não poderes participar podes pelo menos partilhar aqui no blog ou em alguma rede social? Seriam muito importante para mim *-*

    Beijo, Jessie
    http://www.fofocas-literarias.blogspot.pt

  2. Rita diz:

    Este livro já me tinha chamado à atenção quando saiu, mas não sabia bem do que tratava. Gostei muito da forma como o retrataste, parece ser deveras interessante, pelo que será adicionado à minha wishlist. 😀

    Beijinhos e boas leiutras*

    • milestrelas1 diz:

      Olá Rita 🙂 Obrigada pela visita. Eu adorei este livro, no que diz respeito a policiais este é mesmo daqueles que é o meu género. E o final é brutal e eu não suspeitei de nada!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s