O caçador de sonhos – Sherrilyn Kenyon [Opinião]

caçador de sonhos

Opinião:

Olá meus amores, não sei se já repararam, mas no mês de Agosto li imenso mas a escrita infelizmente foi muito pouca. Por vezes a vontade de escrever opiniões é nula, até porque questiono-me se haverá pessoas que tenham o trabalho de realmente ler o que escrevo. Principalmente por esta questão, as opiniões que tenho escrito têm sido muito curtas e relativamente simples.

A série publicada em Portugal da Sherrilyn Kenyon é uma das minhas favoritas e não me consigo cansar de ler as suas histórias. Este livro em particular deixou-me muito satisfeita. É neste que conhecemos pela primeira vez a história de um Caçador de Sonhos. Arikos quer urgentemente conhecer o mundo humano e conhecer a hospedeira dos seus sonhos Megeara. Para isso, pede um favor a Hades e ao estar no mundo humano envolve-se com Megeara.

Em primeiro lugar, uma das coisas que me atraiu imenso neste livro foi o facto de a autora ter incluído muitas figuras míticas como é o caso de Hades e Persefone. Em segundo lugar, o romance entre os protagonistas foi mais lento e por isso mesmo pareceu mais credível.

Foi engraçado ver como Arikos lidava com todas as novidades que se lhe deparava no mundo humano e Megeara foi uma personagem muito querida que eu adorei conhecer. O irmão de Arikos também foi interessante e espero que haja um livro para ele.

Senti saudades de Acheron mas por outro lado fiquei extremamente feliz por conhecer quem será o seu amor e mal posso esperar por ler o livro dele.

Foi um livro muito agradável de ler, principalmente por todos os segredos que foram desvendados.

4*

Sinopse:
Condenado pelos deuses a viver para toda a eternidade sem emoções, Arikos apenas consegue sentir através dos sonhos dos outros. Durante milhares de anos vagueou pelo inconsciente humano em busca de sensações. Agora encontrou finalmente uma sonhadora cuja mente vívida é capaz de preencher o seu próprio vazio.

Megeara Kafieri testemunhou a ruína do pai na sua demanda para provar a existência de Atlântida. A promessa da filha, no leito de morte do pai, de resgatar a reputação dele, trouxe-a até à Grécia, onde a jovem tenciona provar que a mítica ilha está no local identificado pelo pai. Em vez disso, Megeara encontra um estranho a flutuar no mar – um estranho cujo rosto reconhece de muitos dos seus sonhos. O que Megeara desconhece é que Arik esconde mais segredos do que aqueles de que ela precisa para encontrar a Atlântida. Arik fez um pacto com Hades: em troca de duas semanas como mortal, ele terá de regressar ao Olimpo com uma alma mortal… a de Megeara.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s