Caídos – Thomas E. Sniegoski [Opinião]

Sinopse
Na véspera do seu décimo oitavo aniversário, Aaron Corbet é assombrado por um pesadelo. Aaron encontra-se num cenário negro, caótico e violento, envergando uma armadura, no centro de um conflito sangrento.
Consegue ouvir o som das armas a chocarem, os gritos dos que são atingidos e os gemidos dos moribundos, e um outro som que não consegue identificar. Mas, quando olha para cima, percebe, ao ver centenas de guerreiros em armadura a descer do céu em direção ao campo de batalha. É o som de bater de asas. O bater de asas dos anjos.
Órfão desde o nascimento, Aaron descobre, para sua surpresa, que tem poderes sobrenaturais, mas só quando é abordado por dois desconhecidos é que começa a compreender o seu papel como ligação entre anjos e humanos e se vê envolvido numa luta eterna entre o bem e o mal.

A minha opinião:

Estava com algumas expectativas para este livro porque gostei bastante da sinopse e a capa cativou-me imenso. Mas no geral fiquei um pouco decepcionada.

Este livro está dividido em duas partes quase como se fossem dois livros em um. A primeira parte fala da descoberta de tudo, ou seja, conhecemos as personagens, a sua rotina e vamos conhecendo o mito que envolve esta história. Gostei mais deste do que o primeiro e de facto até houve algumas partes que me deixaram com vontade de ler mais, mas infelizmente com o avançar da história foi perdendo o interesse e a leitura tornou-se morosa e aborrecida. Continuar a ler

Na Noite – Kathryn Smith [Opinião]

Sinopse
Wynthrope Ryland é um experiente ladrão que usa o seu charme junto de mulheres bonitas e com posses para conseguir os seus bens valiosos. No entanto, essa vida de crime não é a que deseja para si e, quando jurou deixá-la, eis que tem de cometer um último crime para proteger a carreira e a família do seu irmão North. Moira Tyndale, uma imponente viscondessa, é o seu último alvo. Porém, quando o descobre já uma profunda ligação os une. Wyn percebe que não pode mais ignorar a sua paixão. Deve proteger os seus segredos e o seu passado, mas não pode protegê-la de si mesmo. Como pode ele escolher entre o desejo do seu coração e a segurança do seu irmão?

A minha opinião:

Mais um romance de época mais um romance para “je” ler! Não me consigo fartar deste género de romances e quanto mais leio mais quero ler. Adoro a química envolvente destes livros, o factor histórico e acima de tudo o romance implícito que se encontra em cada virar de página.

Este foi mais um que conquistou o meu coração e ocupou um lugar especial na minha estante. Nesta história é apresentado Wynthrope Ryland um homem lindo e com fama de ser um bom amante. Este personagem cativou-me logo desde o inicio, de facto este não é o típico “homem” destes livros que costuma querer sempre partir o coração da jovem inocente, muito pelo contrário. Ambos os personagens são mais “velhos” e sabem exactamente aquilo que querem. Continuar a ler

Albatroz – Um «segredo aberto» em Hollywood‏

Título: O Método
Autores: Barry Michels e Phil Stutz
Tradução: Ângelo dos Santos Pereira
Págs.: 256
Capa: mole com badanas
PVP: 15,50 €

Um «segredo aberto» em Hollywood

O Método, o livro que mudou a vida das estrelas de cinema

O Método, a edição portuguesa do fenómeno The Tools, do psicoterapeuta Barry Michels e do psiquiatra Phil Stutz, está a chegar ao nosso país. A partir do dia 29 de outubro, os portugueses vão poder conhecer a obra que mudou a vida das estrelas de cinema, ou que, como afirmou a The New Yorker, constitui um «segredo aberto» em Hollywood.
Não espanta que este livro já esteja vendido para cerca de quarenta países. Ele tem sido considerado intelectualmente provocador e possuidor de uma receita forte para mudar a vida do leitor, rumo ao sucesso profissional e pessoal. O famoso Dr. Oz descreve-o, também, como inovador, por sugerir Cinco Ferramentas capazes de «proporcionar uma dinâmica de mudança»: desejar a dor, amar ativamente, ter coragem interior, agradecer e arriscar. Possui ainda ilustrações simples e divertidas, feitas pelos próprios autores.

SINOPSE
A mudança acontece realmente na sua vida e acontece já. Um livro revolucionário que se foca na solução e não no problema. Oferece-lhe respostas ao invés de as procurar no passado, dando-lhe a capacidade de mudar o que quer agora. Continuar a ler

Porto Editora – Não Ficção – Bem-vindos à “Escola de Magia”‏

Título: Escola de Magia
Autor: João Miranda
Págs.: 184
Capa: integral
PVP: 15,00 €

Bem-vindos à Escola de Magia

Livro de João Miranda é o único com fotos dos vários passos de cada truque
A 5 de novembro, chega às livrarias portuguesas uma obra de ilusionismo com uma abordagem inovadora, a única que, através de fotografias, ensina truques passo a passo. O autor é João Miranda, fundador da Escola de Magia do Porto, e o livro intitula-se, como não podia deixar de ser, Escola de Magia.
Ao criar esta obra, integralmente colorida e repleta de fotografias produzidas exclusivamente para o efeito, o autor teve a intenção de divulgar o ilusionismo «como forma de arte», usando objetos simples «que toda a gente tem em casa». Os truques estão divididos por três graus de dificuldade, mas o livro traz outras informações importantes, como a história da Magia e dicas prévias para o sucesso. O aspirante a mágico deve, entre outros aspetos, saber guardar segredo dos truques, treinar muito e comunicar bem.

SINOPSE
Se gostava de aprender fantásticos truques de magia para surpreender tudo e todos, este livro é para si. De forma clara e simples, o mágico João Miranda irá ensinar-lhe, passo a passo e por diferentes níveis de dificuldade, ilusões com objetos que encontra em sua casa. Continuar a ler

O Indesejado – Sarah Waters [Opinião]

Sinopse
Num Verão poeirento depois da guerra, na zona rural de Warwickshire, um médico é chamado para ir ver uma doente a uma casa isolada chamada Hundreds Hall. É nela que vive a família Ayres há mais de dois séculos. A casa de traça georgiana, outrora bela e imponente, está agora em declínio, com a alvenaria a cair, os jardins sufocados pelas ervas e o relógio do estábulo parado para sempre nas vinte para as nove. Os seus proprietários — mãe, filha e filho — tentam adaptar-se a uma sociedade em mudança, e apaziguar os seus próprios conflitos. Mas estarão os Ayres assombrados por algo mais sinistro do que um modo de vida que está a desaparecer?

A minha opinião:

A história deste livro centra-se numa zona rural onde existe uma propriedade: Hundreds Hall que pertencente à família Ayres há várias gerações. É uma mansão imponente rodeada de vários terrenos a volta. Desde o inicio que a sinopse deste livro me despertou curiosidade porque fala de algo “assombrado” de alguém que não devia estar ali.

Inicialmente conhecemos o Dr. Faraday que se desloca a mansão porque a empregada adolescente adoece, a par disso vai contando as suas memórias da casa já que quando era criança a sua mãe trabalhava em Hundreds Hall. Mas quando chega a mansão fica muito surpreendido já que esta encontra-se muito velha e mal cuidada. E assim vamos conhecendo a história da mansão ao longo do livro e vamos conhecendo a família que a habita. Continuar a ler

Sedução Intensa – Lisa Kleypas [Opinião]

Sinopse: Quatro jovens da sociedade elegante de Londres partilham um objectivo comum: usar os seus encantos femininos para arranjarem marido. E assim nasce um ousado esquema de sedução e conquista. Num refinado baile londrino, Lillian Bowman depressa descobre que a sua educação tipicamente americana não está propriamente na moda. E encontra no insuportável Marcus, Lord Westcliff, o seu crítico mais implacável. Pena que seja um excelente partido… Quando Lillian cai acidentalmente nos braços de Marcus, vê-se chocada e consumida por uma súbita paixão por um homem que julgava detestar. O tempo parece parar e o corpo da jovem cede ao erotismo do momento, descobrindo sensações que nem sonhava existirem… Marcus, conhecido pela sua constância, também se vê perdido num turbilhão sensual. Cada toque de Lillian é pura tortura, cada beijo o faz gemer por mais. Mas como pode ele pensar em aceitar uma mulher tão pouco adequada para sua noiva?

A minha opinião:

Lisa Kleypas foi para mim uma surpresa fascinante. À partida eu já sabia que ia gostar, mas lá de vez em quando aparecem autoras que realmente nos surpreendem pela positiva e foi o caso de Lisa Kleypas. Que série engraçada e romântica que esta autora criou. Foi publicado em Março deste ano, Desejo Subtil, que fala de quatro amigas que se intitulam de “Encalhadas”. Estas reúnem-se para que juntas consigam encontrar um bom marido e talvez quem sabe amor e felicidade.

O primeiro livro abordou o casal Annabelle e Simon, e neste segundo volume conhecemos personagens ainda mais cativantes! Esta série intitulada “À Flor da Pele” presenteia os leitores com um casal soberbo que devido a algumas características acabam com convenções que os prendem de serem felizes e esperarem algo mais do que meras convenções de um casamento. Continuar a ler

5 Sentidos – Ficção – As «aventuras excitantes» de “Bared to you”, de Sylvia Day‏

Título: Rendida
Autores: Sylvia Day
Tradução: Cláudia Ramos
Págs: 352
Capa: mole com badanas
PVP: 16,60 €

SINOPSE
Gideon Cross apareceu na minha vida como uma luz na escuridão.
Um homem lindo, fascinante, um pouco louco e muito sedutor. A atração que sentia por ele era diferente de tudo o que tinha experimentado até então. Eu desejava-o como a uma droga que me enfraquecia dia após dia. Gideon encontrou-me fragilizada e carente e entrou facilmente na minha vida. Descobri que também ele tinha os seus próprios demónios. Tornámo-nos o espelho um do outro; éramos o reflexo das nossas mais profundas cicatrizes e… desejos. Este amor transformou-me, mesmo que ainda hoje continue a rezar para que os pesadelos do passado não voltem para nos atormentar.

Rendida, de Sylvia Day
As «aventuras excitantes» de Bared to you chegam finalmente a Portugal

29 de outubro: é este o dia em que chega às livrarias portuguesas, com chancela da 5 Sentidos, o sucesso internacional Rendida (Bared to you, na versão original), de Sylvia Day, um dos mais falados nos blogues e nas redes sociais. Continuar a ler

Rosa Selvagem – Patricia Cabot [Opinião]

Sinopse: Como nunca houvera uma mulher que não conseguisse encantar, Edward tinha a certeza de que iria conquistá-la. Mas Pegeen MacDougal não era nem velha, nem criança – era muito mulher, com uma língua aguçada, uns olhos verdes de levar ao inferno e uma sensualidade que o deixava doente. Infelizmente, ela desprezava-o, assim como à ostentação da sua classe social e à falta de consideração que mostravam pelos menos afortunados. Mas, pelo bem do seu sobrinho Jeremy, Pegeen concordou que ambos se mudariam para a propriedade de Edward. O risco tornou-se rapidamente aparente. Pois ela sabia que podia resistir ao dinheiro de Edward, ao seu poder, à sua posição… a todo o seu mundo. No entanto, era o seu beijo que prometia ser a sua destruição.

A minha opinião:

Quando este livro foi publicado eu não conhecia a autora e depois de fazer alguma pesquisa descobri que este é um pseudónimo e que esta já tem muitos livros conhecidos como Meg Cabot e alguns deles até já foram adaptados ao cinema.

Quando este chegou a casa eu não demorei muito a pegar no livro e gostei tanto que o li pela noite dentro em apenas duas noites e não parei enquanto não o terminei. Este tem todas as características tal como um romance de época deve ter! É tão lindo, romântico e acima de tudo é muito divertido.

No que diz respeito às personagens que compõem este livro a meu ver estão muito bem desenvolvidas! Pegeen não é a menina certinha que aparente ser! Com uma língua afiada fará as delicias dos leitores! Além disso é muito inteligente e perspicaz, não se deixando rebaixar por ninguém acima do seu nível. Lord Edward Rawlings não sabe no que se meteu quando foi buscar o sobrinho e deu de caras com esta fogosa jovem!
Os encontros deste casal são muito muito hilariante e muito quentes também! Continuar a ler

O meu cantinho da leitura

Desde pequena que sempre tive sítios específicos onde gostava de me refugiar e passar umas boas horas a ler. Durante a minha infância e a minha adolescência sempre gostei de ler num quarto que temos cá em casa que é uma espécie de sala de estar. Tem muitos vidros à volta, televisão e sofás. Por ter muita claridade sempre foi o meu preferido. Passava tardes a ler…tanto que a minha mãe brigava comigo porque achava que eu passava muitas horas enfiada em casa a ler.

Com o passar do tempo e com a minha humilde biblioteca a crescer senti necessidade de estar perto dos meus livros (muito louco? lol). Comecei a passar mais tempo a ler no meu quarto mas havia um problema: a luz. O meu quarto é muito escuro e preciso de estar sempre com a luz acesa  Além disso eu tinha de ler na cama porque não tinha outro sitio como um sofá ou um puf o que me provoca muitas dores no pescoço devido a má posição.  Continuar a ler