Perfeitos – Scott Westerfeld [Opinião]

 
Sinopse
 
Finalmente, Tally Youngblood é Perfeita. Tem um rosto e um corpo absolutamente fantásticos, o seu guarda-roupa é o máximo, o seu namorado é lindo e a sua popularidade está no auge. Tem tudo o que sempre quis! Mas por que será que apesar das festas constantes, do luxo da alta tecnologia e da liberdade completa subsiste a sensação de que algo não bate certo? Algo… importante! É então que Tally recebe uma mensagem do seu passado imperfeito e se lembra de tudo. A diversão acaba de imediato. Agora, ela tem de escolher entre lutar para esquecer o que sabe e lutar pela própria vida… É que as autoridades não pretendem deixar vivo alguém que saiba o que ela sabe.
 
A minha opinião:
Ao pegar no segundo volume desta série não sabia bem o que esperar porque o primeiro apesar de me ter surpreendido e de ter gostado não foi um livro que me cativasse por completo. A ansiedade não foi muita ao começar a ler este livro, mas já como tinha acontecido no primeiro deixei-me levar pelas páginas deste livro e acabei por me embrenhar lá no fundo das suas linhas…
Neste segundo volume, Tally Youngblood já é Perfeita mas nem tudo na sua vida é Perfeito…falta-lhe algo que Tally não sabe o que é. Encontra-se assim dividida pela vida fútil que leva na cidade enquanto um ser Perfeito e o manter-se lúcida, “borbulhante”. Neste volume, Tally tem também um novo namorado que a ajuda a manter-se borbulhante a tentar de novo fugir da cidade e ir de encontro com os Novos Fumegantes. Esta tarefa é cada vez mais dificil de se concretizar visto que os superiores da cidade estão cada vez mais atentos a cada passo que Tally e o seu novo namorado dão. 
O livro é repleto de peripcias e acima de tudo pode ler-se nas entrelinhas deste livro vários problemas que estão inerentes a sociedade de hoje. Problemas tais como o consumo excessivo, a poluição e doenças do foro psicologico que afectam cada vez mais os jovens de hoje em grande parte devido a sociedade consumista em que vivemos. 
Considero o livro criativo e interessante mas apesar disso não foi um livro que me prende-se do inicio ao fim. O ponto positivo tal como no livro anterior foi o seu final que me deixou curiosa para ler o terceiro volume. E como eu não gosto de deixar as coisas a meio vou lê-lo. 

Aquisições do Mês de Julho

Só agora é que vi a quantidade de livros que me chegaram e que ainda estão por chegar até ao final do mês a casa. Estou impressionada!! Mas na verdade era bom que fosse assim todos os meses porque os adquiri a preços formidáveis =) 
O Quarto Mágico e o Procuro-te foram comprados em 2ª mão por isso foram ambos a um bom preço. A rosa rebelde e as Raparigas de Xangai foram um pack promocional da FNAC. Comprei a rainha dos gelados e veio oferta do livro Os vários sabores da vida na FNAC e também comprei o livro Amores Proibidos e veio com a oferta do livro de bolso A felicidade mora ao lado e além disto tinha um vale de 5€ o que fez com que estes 4 livros ficassem a um preço mesmo bom. O psicanalista comprei-o quando estive em Lisboa só por 5€ 🙂 E os outros 4 livros que são todos policiais foram através do passatempo da Presença! Dois deles com o meu nome e os outros dois oferecidos pela minha irmã que também participou no passatempo!! Maravilha certo??? Lindos os meus livros =)

Reunião Sangrenta – L. J. Smith

Sinopse
 

Bonnie, a grande amiga de Elena, começa a vê-la em sonhos, a esta transmite-lhe uma mensagem aterradora: uma nova ameaça paira sobre Fell’s Church… Elena precisa de Stefan para ajudá-la a combater o Mal. Mas ele não regressará sozinho: o seu irmão Damon virá com ele. São ambos capazes de esquecer a sua inimizade e colaborar para vencer este poderoso adversário? Mais do que isso, aceitarão a escolha de Elena?

A minha opinião:

Finalmente, depois de tanta espera cheguei ao final da saga de L. J. Smith! Este livro ao contrário dos outros não nos fornece acesso aos pensamentos de Elena, mas sim aos de Bonnie, uma das suas melhores amigas. Gostei muito deste facto, já que Bonnie foi sempre uma das minhas personagens favoritas da saga.
Os personagens continuam numa luta desesperada para vencer o mal que ensombra a pequena cidade onde vivem e neste livro há muito mais acção do que nos livros anteriores…practicamente do inicio ao fim o livro está repleto de acção.
Continua a se verificar a grande batalha que é travada entre os dois irmãos e para minha grande surpresa neste livro é possivel conhecer um outro Damon…um Damon mais fragilizado e que afinal não é assim tão diferente das restantes personagens.
O final foi muito surpreendente e não estava nada a espera! Gostei banstante deste livro e posso dizer que foi o meu preferido de toda a saga. A escrita da autora continua acessivel tal como nos livros anteriores.
A única coisa que não gostei neste livro foi da capa…nem consigo olhar para ela!! É tão feia!!! Medonha! (Mas esta é apenas a minha opinião pessoa!)

Tabu – Jess Michaels

Sinopse:
 
Ao perderem-se no êxtase erótico que volta a renascer entre eles, Nathan Manning, conde de Blackhearth e Cassandra Willows, a mais famosa costureira de Londres e criadora de “brinquedos” sexuais, estão a tentar a sorte – ficando vulneráveis a um passado que ainda ameaça destruir as suas vidas e a sua paixão; à mercê de segredos sombrios e tácitos que são chocantemente, perigosamente… tabu.
 
A minha opinião:
Esta leitura deixou-me sem palavras logo desde o inicio da sua leitura. É um despertar de sensações de uma forma nua e crua tal como o próprio nome indica…sem tabus. É impossível não se deixar entrar na maravilhosa descrição que Jess Michaels nos presenteia em cada virar de página. Posso dizer com toda a certeza que este foi um dos livros mais sensuais que já li até hoje e quem gosta deste tipo de leitura não vai ficar indiferente. 
Cassandra é uma costureira famosa em Londres que aprendeu o oficio com o seu pai. É uma mulher independente e por isso mesmo sabendo que só com as suas famosas costuras não iria sobreviver numa sociedade manhosa, aprendeu outro oficio que lhe dava outra segurança financeira. Aprendeu a criar “brinquedos” para clientes especiais e para as suas amantes. 
Com a sua personalidade forte, consegue cativar alguns dos mais influentes lords da sociedade e assim estabelecer alguma estabilidade na sua vida. Mas quando Nathan, um conde poderoso aparece, acaba por deixar Cassandra sem defesas e vira a sua vida de pernas para o ar. Nathan era a última pessoa com quem Cassandra esperava se encontrar e muito menos reacender a chama da paixão que os envolvia a tantos anos atrás…
A escrita da autora é sem dúvida dirreccionada para um público adulto e confesso que fez-me corar algumas vezes com as suas pormenorizadas descrições, mas das quais gostei muito porque esta não as torna vulgares mas sim cheias de paixão e amor. 
Confesso que logo que vi este livro apaixonei-me pela capa que é simplesmente maravilhosa…muito linda mesmo! Gostei também das personagens, principalmente de Cassandra que mostrou ser uma mulher forte e independente que sabe o que quer. Recomendo!!

Flores na Tempestade – Laura Kinsale

Sinopse
 
Christian era um dos homens mais brilhantes e sedutores da alta sociedade inglesa. Um libertino que despertava paixões avassaladoras até que um trágico ataque o condena a um mundo de silêncio, sombras e loucura. Christian perde a capacidade de falar e a família coloca -o num sanatório , crente de que perdeu a razão. Maddy, de nascimento modesto e com um a alma simples e generosa , fica presa a este homem que lhe desperta sensações novas . Um homem que oscila entre a raiva e a frustração de estar preso ao silêncio, que a repele, mas que necessita da sua atenção e do seu carinho para o tirar daquele tormento solitário. A amizade que nasce entre os dois transforma-se num amor arrebatador. Fonte de necessidade , de desejo … e de uma paixão redentora. Laura Kinsale, autora best-seller norte-americana, traz-nos um dos romances de amor mais belos e originais de sempre. Uma história apaixonante e inesquecível que se converteu numa das novelas românticas mais elogiadas pela crítica e pelo público em todo o mundo. 
 
A minha opinião:
 
Sabendo da minha paixão por romances históricas a Jojo do blog Devaneios da Jojo, aconselhou-me a ler este livro. E ainda bem que o fez porque proporcionou-me bons momentos de leitura. Quando o livro chegou a casa e o vi, fiquei surpreendida porque é um livro maçudo de 557 páginas. Comecei logo a lê-lo porque de momento não tinha nenhum romance histórico na prateleira que me entusiasma-se.
O livro fala-nos do romance entre Christian o duque de Jervaulx e Archimedia Timms, uma jovem quaker. Para quem não sabe os quakers são um grupo religioso que defendem o pacifismo e a simplicidade. São conhecidos como A Sociedade dos Amigos ou simplesmente Amigos. 
Como não poderia deixar de ser Christian é um jovem muito belo, mas sem principios nenhuns, o oposto de Archimedia que é uma jovem simples e de origens pobres. Conhecem-se através do pai de Archimedia que é um matemático que partilha a mesma paixão pelos números que o duque de Jervaulx, daí serem sócios. Archimedia é mais comumente tratada por Miss Maddy e visto que o seu pai é cego é ela que trata de escrever todos os artigos que o pai faz em conjunto com o duque. 
Só tempos mais tardes desta parceria é que Miss Maddy conhece o duque e é quando este sofre uma reviravolta na sua vida e fica doente o que o leva a ser internado num manicómio. Coincidência das coincidências é para este manicómio que Miss Maddy vai trabalhar e reconhece o duque e então o acolhe debaixo da sua asa para ser o seu projecto especial. 
Com o passar do tempo Maddy dá-se de conta que o duque não está louco mas simplesmente incapacitado e ajuda-o a voltar a sua casa e a recuperar as suas coisas. É assim que começa esta viagem entre os dois na recuperação da boa vida que o duque tinha e também a recuperação de todas as suas faculdades mentais. 
Na minha opinião este livro além de ser um bonito romance mostra-nos alguma da cultura daquela época, como por exemplo o movimento religioso do qual Miss Maddy e o seu pai faziam parte e mostra-nos o verdadeiro valor da amizade e da familia e como por vezes estes valores podem ser corrompidos pela ganância. 
É um bonito romance e eu aconselho a quem gosta deste género!

O Feitiço da Lua – Sarah Addison Allen

Sinopse
No seu mais recente romance mágico, Sarah Addison Allen convida-nos a visitar uma pitoresca cidade do sul dos Estados Unidos onde duas mulheres bem diferentes descobrem como encontrar o seu lugar no mundo – por mais deslocadas que se sintam.

Emily Benedict vai para Mullaby, na Carolina do Norte, na esperança de pelo menos resolver alguns dos mistérios que rodeiam a vida da mãe. Porém, assim que Emily entra na casa onde a mãe cresceu e trava conhecimento com mo avô, cuja existência sempre desconhecera, descobre que os mistérios não se resolvem em Mullaby, são um modo de vida: o papel de parede muda de padrão para se adequar ao estado de espírito do ocupante do quarto, luzes inexplicáveis dançam pelo quintal à meia-noite e uma vizinha, Julia Winterson, cozinha esperança sob a forma de bolos, desejando não apenas satisfazer a gulodice da cidade mas também reacender o amor que receia ter perdido para sempre. Mas porque desencorajam todos a relação de Emily com o atraente e misterioso filho da família mais importante de Mullaby? Ela veio para a cidade a fim de obter respostas, mas tudo o que encontra são mais perguntas.
Um bolo de colibri poderá trazer de volta um amor perdido? Haverá mesmo um fantasma a dançar no quintal de Emily? As respostas não são o nunca o que esperamos, mas nesta pequena cidade de adoráveis desadaptados, o inesperado faz parte do dia-a-dia.

A minha opinião:
Como podem ver, ao acabar de ler A Árvore dos Segredos não consegui resistir e tive logo de começar a ler O Feitiço da Lua! Esta escritora é tão talentosa…é de uma doçura incrível! A sua imaginação não tem limites e com este livro vem-nos presentear com um mundo cheio de magia.
Confesso que ainda gostei mais deste do que com o anterior…neste livro a escritora volta a escrever sobre o poder da amizade mas remonta através de analapses o passado das protagonistas remontando a sua adolescência…periodo este que foi muito conturbado…algo pelo qual me identifiquei muito 🙂
Gostei especialmente deste livro especialmente pelos detalhes que este tem. Desde as pequenas particularidades dos residentes desta pitoresca cidade, a descrição de várias comidas e claro com a magia que envolve toda a cidade e a sua história. 
Quem lê Sara Addison Allen uma vez quer ler para sempre! São lindos! Agora tenho de comprar os restantes livros que me faltam da autora…e tenho um pressentimento que não resistir por muito tempo!

A árvore dos segredos – Sarah Addison Allen

Sinopse
Sarah Addison Allen dá-nos as boas-vindas a uma nova povoação: Walls of Water, na Carolina do Norte, onde os segredos são mais espessos do que o nevoeiro das famosas quedas-dágua da cidade, e as superstições são, de facto, reais.
Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época áurea de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola a elegante Paxton Osgood – da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis.
Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.
 
A minha opinião:
Esta foi a minha estreia com a escritora Sarah Addison Allen de quem já tinha ouvido maravilhas. Estava apreensiva. Sinto isto sempre que vou ler algo novo. Mas logo nas primeiras páginas apercebi-me de que algo maravilhoso me esperava! 
Não sei explicar a sensação que tive ao ler este livro…é quase como se a escritora nos transporta-se literalmente para um mundo novo e maravilhoso, cheio de personagens que eu adoraria conhecer. Adorei a escrita, muito subtil, carinhosa e bonita. Foi mais um amor à primeira vista. Telepatia.
A história é muito bonita e fala fundamentalmente sobre a amizade, sobre as mulheres e sobre as suas relações de amizade. Confesso que o fim não me surpreendeu, mas este também não é desses livros, dos quais se espera um final grandioso e surpreendente. 
Na verdade este é um daqueles livros que nós deixa feliz…é daqueles que se fica com borboletas no estómago e quando se acaba só queremos mais e mais 🙂 
Recomendo este livro a todas as mulheres e não só para que possam desfrutar da maravilhosa escrita de Sarah Allen e aprender que a vida é feita de pequenas coisas e que a amizade é realmente uma coisa muito importante na vida de uma mulher.