A Caixa em Forma de Coração – Joe Hill

Sinopse:
 
Judas Coyne colecciona o macabro: um livro de receitas para canibais… uma corda usada num enforcamento… um filme snuff. Uma lenda do death metal de meia-idade, o seu gosto pelo bizarro é tão conhecido entre a sua legião de fãs como os excessos da sua juventude. Mas nada do que ele possui é tão inverosímil ou tão medonho como a sua última descoberta… Um artigo à venda na Internet, uma coisa tão estranha que Jude não consegue resistir a pegar na carteira. “Vendo” o fantasma do meu padrasto a quem fizer a licitação mais alta. Por mil dólares, Jude tornar-se-á o orgulhoso dono do fato de um homem morto que se diz estar assombrado por um espírito inquieto. Ele não tem medo. Passara a vida a lidar com fantasmas – o fantasma de um pai violento, o fantasma das amantes que abandonara sem compaixão, o fantasma dos companheiros de banda que traíra. Que importância teria mais um? Mas o que a transportadora entrega à sua porta numa caixa preta em forma de coração não é um fantasma imaginário ou metafórico, não é um benigno motivo de conversa. É real.

A Minha Opinião:

Eu adoro livros de terror e este foi sem dúvida um livro que adorei ler! Li-o praticamente todo no domingo…é como dizem um livro de leitura compulsiva. Parei porque os meus olhos não aguentavam mais e tive uma noite muito mal dormida! Tive sonhos e mais sonhos e estava sempre à espreita caso não fosse me aparecer o fantasma do “homem morto”! LOL

O livro começa por nos apresentar Jude, um cantor de Rock com 54 anos que mora com a namorada de 26 anos, que ele trata por Georgia. O seu gerente David, trabalha na casa de Jude no escritório e é este que vê o email macabro que diz que está à venda o fantasma do padrasto de uma jovem chamada Jessica. Jude num impulso compra o fantasma e passado pouco tempo recebe uma caixa em forma de coração preta com o fato do suposto fantasma. Um fato preto com botões dourados.
O que ele não sabia é que realmente o fantasma veio juntamente com o fato. Logo a partir do momento em que a caixa chega, começam a acontecer coisas estranhas até chegar a noite e Jude dar-se de caras com o fantasma do homem morto! Depois disso Jude tenta descobrir na realidade o que se está a passar e descobre que afinal as coisas não são tão simples como aparentavam e o fantasma estava à venda unicamente para Jude…
Várias coisas terriveis acontecem o que leva Jude e a namorada numa fuga alucinante…

O livro é cheio de acontecimentos macabros e pormenores terriveis. Uma das coisas que eu adorei no livro é que os acontecimentos parecem realmente verdadeiros e nós conseguimos assim imaginar perfeitamente as cenas na nossa cabeça! Gostei da personagem principal Jude, apesar de no início ele parecer um homem frio e sem caracter isso muda ao longo da história…também aqui fala-se de pedofilia e de pais que arruinam a vida dos filhos…é quase como uma bola de neve onde acontecimentos acabam por gerar outros.
No inicio entra-se bem na história e acaba-se por se apegar, desejando saber o que vai acontecer depois.

A única coisa negativa no livro que encontrei é que apesar de ter algum suspense e algumas cenas mórbidas no fundo o livro não mete grande medo, o fantasma acaba não por ser bem um fantasma mas sim aparece-nos quase como uma pessoa real. Mas é um bom livro e espero no futuro vir a ler mais livros deste autor.

Date a Girl Who Reads

 
“Date a girl who reads. Date a girl who spends her money on books instead of clothes. She has problems with closet space because she has too many books. Date a girl who has a list of books she wants to read, who has had a library card since she was twelve.

Find a girl who reads. You’ll know that she does because she will always have an unread book in her bag.She’s the one lovingly looking over the shelves in the bookstore, the one who quietly cries out when she finds the book she wants. You see the weird chick sniffing the pages of an old book in a second hand book shop? That’s the reader. They can never resist smelling the pages, especially when they are yellow.

She’s the girl reading while waiting in that coffee shop down the street. If you take a peek at her mug, the non-dairy creamer is floating on top because she’s kind of engrossed already. Lost in a world of the author’s making. Sit down. She might give you a glare, as most girls who read do not like to be interrupted. Ask her if she likes the book.

Buy her another cup of coffee.

Let her know what you really think of Murakami. See if she got through the first chapter of Fellowship. Understand that if she says she understood James Joyce’s Ulysses she’s just saying that to sound intelligent. Ask her if she loves Alice or she would like to be Alice.

It’s easy to date a girl who reads. Give her books for her birthday, for Christmas and for anniversaries. Give her the gift of words, in poetry, in song. Give her Neruda, Pound, Sexton, Cummings. Let her know that you understand that words are love. Understand that she knows the difference between books and reality but by god, she’s going to try to make her life a little like her favorite book. It will never be your fault if she does.

She has to give it a shot somehow.

Lie to her. If she understands syntax, she will understand your need to lie. Behind words are other things: motivation, value, nuance, dialogue. It will not be the end of the world.

Fail her. Because a girl who reads knows that failure always leads up to the climax. Because girls who understand that all things will come to end. That you can always write a sequel. That you can begin again and again and still be the hero. That life is meant to have a villain or two.

Why be frightened of everything that you are not? Girls who read understand that people, like characters, develop. Except in the Twilight series.

If you find a girl who reads, keep her close. When you find her up at 2 AM clutching a book to her chest and weeping, make her a cup of tea and hold her. You may lose her for a couple of hours but she will always come back to you. She’ll talk as if the characters in the book are real, because for a while, they always are.

You will propose on a hot air balloon. Or during a rock concert. Or very casually next time she’s sick. Over Skype.

You will smile so hard you will wonder why your heart hasn’t burst and bled out all over your chest yet. You will write the story of your lives, have kids with strange names and even stranger tastes. She will introduce your children to the Cat in the Hat and Aslan, maybe in the same day. You will walk the winters of your old age together and she will recite Keats under her breath while you shake the snow off your boots.

Date a girl who reads because you deserve it. You deserve a girl who can give you the most colorful life imaginable. If you can only give her monotony, and stale hours and half-baked proposals, then you’re better off alone. If you want the world and the worlds beyond it, date a girl who reads.

Or better yet, date a girl who writes.”

– by Rosemary Urquico
 
Encontrei este texto no Blog Come-Livros e achei tão lindo e tão romántico que não resisti em colocar aqui…O que acham?

Um Estranho Nos Meus Braços – Lisa Kleypas

Sinopse:
“Lady Hawksworth, o seu marido não está morto…» Lara não podia acreditar no que estava a ouvir. O seu marido, desaparecido há um ano num naufrágio, com quem tinha vivido um casamento infeliz e desprovido de amor estava vivo e iria voltar para casa. Como era possível? Lara não conseguiu controlar a emoção quando reencontrou Hunter. O homem frio e cruel que lhe atormentou a vida e só lhe deu dor, vergonha e humilhação no leito matrimonial. Agora estava ali. Mais magro, com a pele mais escura, mais velho… mas sem dúvida que era Hunter. Aquele homem conhecia segredos que só o marido podia saber, tinha a sua fotografia guardada numa peque na caixa, a mesma que ela lhe dera há três anos quando Hunter partira para a Índia . Mas, a o mesmo tempo, era um homem assustadoramente diferente. Mais meigo, atencioso aos seus caprichos, decidido a reconquistar o seu amor, a fazê-la sentir-se uma mulher desejada e a esquecer as memórias tristes do passado. M as será aquele homem realmente o seu ma rido ou um impostor em cujos braços Lara se entrega em busca da felicidade?”

A Minha Opinião:
Gostei muito deste livro, não tem nada de especial, é um romance muito simples, li-o em apenas 3 dias. Fala sobre uma jovem que ficou vivúva quando o seu marido morreu numa viagem que fez a Índia. Mas daí a um ano chega um desconhecido a Inglaterra afirmando que é o seu marido falecido. Quando o vê quase não o reconhece…devido a algumas diferenças fisicas, mas principalmente devido a diferenças de personalidade.

O tempo vai passando e muitas coisas acontecem e Lara acaba apaixonando-se pelo seu marido, que antes a tratava tão mal e agora está completamente mudado.

O livro não tem grande mistério e até é um pouco previsivel, mas é engraçado e interessante.

Nunca me esqueças – Lesley Pearce

Sinopse:

Num dia…
Com um gesto apenas…
A vida de Mary mudou para sempre.
Naquele que seria o dia mais decisivo da sua vida, Mary – filha de humildes pescadores da Cornualha – traçou o seu destino ao roubar um chapéu.
O seu castigo: a forca.
A sua única alternativa: recomeçar a vida no outro lado do mundo.
Dividida entre o sonho de começar de novo e o terror de não sobreviver a tão dura viagem, Mary ruma à Austrália, à época uma colónia de condenados. O novo continente revela-se um enorme desafio onde tudo é desconhecido… como desconhecida é a assombrosa sensação de encontrar o grande amor da sua vida. Apaixonada, Mary vai bater-se pelos seus sonhos sem reservas ou hesitações. E a sua luta ficará para sempre inscrita na História.
Inspirada por uma excepcional história verídica, Lesley Pearse – a rainha do romance inglês – apresenta-nos Mary Broad e, com ela, faz-nos embarcar numa montanha-russa de emoções únicas e inesquecíveis.

A minha opinião:

Este livro começa por nós contar a vida de Mary Broad, a sua estadia na casa da sua família na Cornualha e a ida para a cidade à procura de um emprego. Mas as coisas não correm como planeado e Mary acaba envolvendo-se com as pessoas erradas o que a levou a ser presa pelo roubo de um chapéu.
Depois disto, Mary é presa e o seu castigo é ser deportada para uma colónia de condenados do outro lado do mundo – Austrália.

O livro conta-nos a história toda da sua viagem…conta os horrores e as dificuldades todas porque Mary e os seus companheiros de viagem passam para chegar com vida a Port Jackson. Viviam no porão do barco e raramente viam a luz do dia…estavam sempre acorrentadas e as ratazanas passeavam-se por cima delas. A hostilidade era muita já que viveram tantas mulheres umas em cima das outras com fome e mortes quase todos os dias devido as doenças.

Depois de tantas privações sempre acabam por chegar ao seu destino, mas esse destino só tende a piorar, visto que não tinham onde dormir e as provisões eram muito poucas. Mary acaba unindo-se com Will, um prisioneiro que veio de Inglaterra no mesmo barco que ela.

Ao longo da viagem e depois de chegada acontecem inúmeras coisas…não quero contar aqui porque senão perderia a beleza toda para quem ainda não leu o livro.
Este livro deixou-me sem palavras, porque além de ser baseado numa história verídica, é uma história extremamente cruel, cheia de horrores e privações. Devo confessar que em alguns capítulos chorei imenso só ao pensar que alguém poderia ter passado por tamanhos horrores.

Entretanto muitas coisas inesperadas acontecem e muitas surpresas também que tornam o livro extremamente rico. Eu adorei a personagem principal Mary Broad! É uma mulher forte e corajosa que faz tudo para proteger aqueles que mais ama.
Este livro fala de redenção, do perdão, da família, do passado, de amor, amizade e do esquecimento. É um livro muito bom!

**Novas aquisições** Lista Actualizada

Estes foram os livros que comprei este mês, foram muitos é verdade, mas alguns foram promoções a preços realmente estúpidos e alguns são em segunda mão. Ainda não os recebi todos em casa, mas penso que esta semana já devem chegar ao seu destino final. Confesso que agora ao fazer a lista é que me apercebi que foram banstantes. Não compro mais enquanto não ler todos os que ainda me falta ler…senão a lista dos “não lidos” só vai continuar a crescer!

Um Refúgio Para a Vida – Nicholas Sparks

Sinopse:
 
Katie, uma jovem reservada e bonita, vai viver para a cidade de Southport, na Carolina do Norte, onde todos se interrogam sobre o seu passado. Que mistérios esconderá aquela mulher que parece determinada em encobrir os seus encantos e evitar novos laços afectivos? No entanto, e apesar de todas as suas reservas, Katie começa a criar raízes naquela pequena comunidade, à medida que uma nova amizade e um novo amor lhe vão fazendo baixar as defesas. Nicholas Sparks traz-nos uma protagonista fragilizada por um amor que se desvirtuou e que tem de aprender a lidar com as suas sequelas se quiser voltar a amar.
 
A minha opinião:
Eu adoro todos os livros do Nicholas Sparks, é um dos meus escritores favoritos! Já não lia nada dele a uns bons anos e foi bom este reencontro. Não me desiludiu em nada. 
Este livro conta-nos a vida de uma jovem de 27 anos chamada Katie que se mudou recentemente para a Carolina do Norte. Katie, numa vida passada casou-se, mas o casamento desta foi um fracasso, tinha um marido horrivel e sofria muitos maus tratos por parte deste. Tantos fisicos como psicológicos. Então um dia decidiu fugir e foi assim que na sua nova cidade, arranjou um novo trabalho, arranjou novos amigos e construiu um novo lar. Katie também conhece Alex, proprietário de um armazém, que desde o inicio se mostra muito interessado nela. Alex é um viúvo com 32 anos e tem 2 filhos. 
No geral, é uma história muito bonita, muito romántica e recheada de personagens maravilhosas. Devo confessar que apaixonei-me por Alex, qualquer mulher queria um homem assim na sua vida!
A história é narrada por Katie na sua maioria, mas também por Alex e por Kevin, o ex-marido de Katie que a continua a perseguir. O livro é muito emocionante, principalmente quando começa as narrativas de Kevin que são super assustadoras…
É bom ver as perspectivas de todos, o que enriquece muito o livro!
Foi uma leitura fascinante!!! Eu adorei  :)))