Desejo Concedido – Megan Maxwell [Opinião]

34849778.jpg

Opinião:

Megan Maxwell é a autora espanhola, já bem conhecida do público português, com as suas histórias bem “calientes”. Eu já li outras sagas da autora e gostei muito, mas neste registo histórico é a primeira vez.

Neste “Desejo Concedido” conhecemos Megan, a sua irmã Shelma e o seu irmão Ray. São filhos de mãe escocesa e pai inglês…o que à partida é já um problema porque todos nós conhecemos a rivalidade entre os ingleses e os escoceses. Por esta razão nunca se sentiram bem nem na Inglaterra, nem na Escócia porque nunca foram bem acolhidos em nenhum dos lados. Depois de lhes terem assassinado os pais, ficam a viver com uns tios que as tratam muito mal. Adolescentes rebeldes sempre lutam pelo que lhes é de direito, mas um grave acontecimento muda tudo e elas acabam por fugir e ir morar com o avô que é já idoso. Quando este morre, as irmãs, juntamente com o irmão mais novo acabam abandonadas à sua sorte. Mas o temível Falcão, como é conhecido o highlander Ducan McRae tinha feito uma promessa ao avô de ambas e é assim que Megan vê-se casada com ele e a sua irmã Shelma casada com o amigo deste, o highlander Logan.  Continuar a ler

Anúncios

Novidades: LIVRO DO GALO de Jorge Reis-Sá

Capa_livro_galo-Low.jpg

O GUIA PARA ENCONTRAR A
FELICIDADE DE SER PORTUGUÊS

SINOPSE
Diz-se que Portugal é o país da melancolia, do «quase», do «vai-se andando». O Livro do Galo mostra-nos a forma peculiar, e bem lusitana, de estarmos felizes – mesmo que o
não saibamos, «porque o português é feliz estando triste.
Porque o português é triste estando feliz».
Do sol ao mar, da comida ao desenrascanço, da língua à maledicência, da seriedade da literatura à obsessão com a Selecção Nacional, este livro, repleto de humor e perspectiva. Mas o Livro do Galo é também um guia, passo a passo, para encontrar a felicidade de ser português, ajudando o leitor a lidar com a melancolia, a ciclotimia ou até a histeria (no trânsito), porque, como diz o Galo, «ser feliz à portuguesa é perceber que Continuar a ler

James Rhodes, autor de Instrumental (Alfaguara), em Lisboa, em Setembro

capa.jpg

A Alfaguara vai lançar, no dia 4 de Outubro, o livro Instrumental, do pianista James Rhodes.

O músico clássico estará em Lisboa nos dias 26, 27 e 28 de Setembro para apresentar esta obra autobiográfica, e está disponível para entrevistas.

Em Novembro, James Rhodes regressa ao nosso país, onde vai tocar pela primeira vez. Esta estreia acontece no Misty Fest, nos dias 13, na Casa da Música, no Porto; e 14, no CCB, em Lisboa.

Sobre o livro:

INSTRUMENTAL
De James Rhodes

A vida depois do inferno da depressão
Memórias de um consagrado pianista Continuar a ler

Novidades Porto Editora

Geek Girl - de Saltos Altos - Holly Smale

Título: Geek Girl – Peixe fora de água
Autor: Holly Smale

SINOPSE
Harriet Manners sabe que:
• Nova Iorque é a cidade mais populosa dos Estados Unidos.
• 27% dos americanos acreditam que nunca aterrámos na lua.
Mas não faz ideia de como a família irá lidar com a vida nos arrabaldes da cidade. Ou como se “tornar uma marca”, como dizem as modelos que
vai conhecendo. E, mais importante ainda, não sabe como gerir os gestos românticos que lhe chegam de outra pessoa que não o namorado…
Será que é desta que a nossa geek girl abusa da sorte? Continuar a ler

VOGAIS: Que a Força esteja com… Os Diários da Princesa, de Carrie Fisher (Divertido, hilariante e memorável)

Os Diarios da Princesa.jpg

Há muito tempo, num estúdio em Inglaterra…

«Passei tantos anos a não contar que eu e o Harrison tivemos um caso durante o primeiro filme Star Wars, que é difícil saber exatamente como contá‑lo agora.»

Quando Carrie Fisher descobriu os diários que manteve durante as filmagens do primeiro Star Wars, ficou surpreendida com o que encontrou: poemas lamurientos, meditações ingénuas, e uma vulnerabilidade que mal conseguiu reconhecer. Hoje, a sua fama enquanto autora, atriz e ícone da cultura pop é indiscutível, mas, em 1977, Carrie era uma adolescente com uma paixão pelo seu coprotagonista, Harrison Ford. Continuar a ler

Mike Papantonio, advogado, estreia-se na ficção com um livro sobre os meandros da justiça

image002.jpg

Ganância, corrupção, luxúria e crime. São estes os pilares do primeiro romance do conceituado advogado norte-americano Mike Papantonio. Sócio sénior de um dos maiores escritórios de advogados dos Estados Unidos, Papantonio trabalhou em vários processos judiciais polémicos, ações de fraude de valores mobiliários e outros casos de responsabilidade civil, que o inspiraram a escrever Lei & Corrupção. Continuar a ler

Novidades Elsinore

Odio a Poesia.jpg

Sobre o livro 

A poesia, entre outros aspetos, tem uma caraterística que a distingue de todos os outros géneros literários: nenhuma como ela acende tanta polémica, tanta aversão, seja por parte de leitores, não-leitores ou, inclusivamente, de poetas.

De um modo quase instintivo, conseguimos distinguir se determinado poema é bom ou medíocre e, ao mesmo tempo, condená-lo de monótono, pretensioso, elitista, bacoco ou, simplesmente, inútil. Detestar a poesia parece ser, mais do que uma tarefa reservada a críticos, uma espécie de hobby partilhado que ultrapassa fronteiras e períodos históricos. Continuar a ler